Vídeo
Esse é mais um dos muitos casos que comprovam, diariamente, que a PM é um órgão de repressão contra o povo e deve ser extinta imediatamente

Por: Redação do Diário Causa Operária

Da redação – Seis policiais militares foram flagrados, em vídeo, agredindo covardemente um vendedor ambulante na Avenida Prestes Maia, no centro da cidade de São Paulo. O vídeo foi gravado por outros camelôs no último sábado (14), revoltados com o tratamento cruel e brutal dos policiais.

É possível enxergar um policial imobilizando o vendedor com uma chave de braço, enquanto outro utiliza seu cassetete para golpear o cidadão, caído no chão e sem nenhuma possibilidade de reagir.

As próprias pessoas que assistem, estarrecidas, à abordagem extremamente truculenta, tentam argumentar com os PMs para que eles diminuam a agressividade contra o vendedor, sem lograrem êxito nenhum.

Essa ação policial é mais um dos inúmeros casos diários de agressão e abuso extremo por parte desse órgão fascista criado para reprimir e esmagar a população pobre. Todos os dias há casos, relatos e notícias de ações policiais repressivas contra os pobres, os negros, os trabalhadores, os lumpemproletários, os sem terra etc.

A PM, com seu poder exercido de forma ditatorial através do monopólio do uso da força (assim como outros órgãos repressivos do Estado, como as forças armadas e outras corporações policiais), trata a população como lixo, como ratos a serem esmagados. E o povo, desarmado, não tem condições de reagir.

Por isso é preciso lutar pelo direito da população ao armamento e pela extinção da Polícia Militar. Pela constituição de comitês de autodefesa, embriões de milícias populares que assumam o lugar da PM como órgãos que realmente defendam e protejam os cidadãos.

Send this to a friend