Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Nesta Quinta, 15, cerca de 2.000 juízes e procuradores paralisaram suas atividades em 12 Estados do país e no Distrito Federal como protesto contra o fim do auxílio moradia que lhes é concebido. Deve-se lembrar que, além dos autos salários e diversos benefícios, a corja, não satisfeita, cruza os braços para usufruir ainda mais do recurso público.

A paralisação ocorre nos setores da Justiça Federal e do Trabalho. Esta palhaçada afetou 669 varas de 1° grau, que totalizam 44% de todo país, segundo informações da AJUFE (Associação dos Juízes Federais do Brasil. Os procuradores federais e do Trabalho atuaram de apoio na paralisação. A maior entidade de juízes do país, a AMB (Associação dos Magistrados do Brasil) não aderiu ao movimento.

No dia 22, a ministra golpista Carmen Lúcia trata a pauta das ações que concedem extras a juízes. A ação da ministra gerou as paralisações.

É preciso ressaltar o caráter corrupto da justiça. Dos inúmeros benefícios à qual são concedidos aos juízes. Dos juízes corruptos, parciais e a serviço do imperialismo, tal qual Sérgio Moro, que arbitrariamente aumentou sua remuneração. Estes agentes da burguesia, são os mesmos que intensificam o golpe e a intervenção militar. Logo é um total absurdo a paralisação daqueles que deveriam servir ao povo, mas que, na realidade, trabalham para seus próprios interesses: burgueses.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas