Corrupção, drogas, segurança pública: a esquerda jamais deveria acreditar no imperialismo

A corrupção foi um dos truques da direita para atacar a esquerda e tomar o poder novamente, toda a campanha moral que os golpistas articularam contra a corrupção agora está com novo impulso em favor da segurança pública. É mais uma campanha sórdida que deve ser combatida, entenda melhor no trecho específico da Causa Operária TV (COTV) em:

“A burguesia mundial tem seus truques para mobilizar os direitistas, a classe média e neutralizar os esquerdistas. Em geral, coisas do tipo moral, uma política de tipo religiosa. Já vimos várias destas artimanhas, como a guerra às drogas, que é uma falsidade total. Os principais controladores do mercado de drogas são os bancos norte-americanos. E tudo é um problema econômico.

Depois tem a guerra ao terror, os EUA invade o Iraque, despeja um monte de bombas, mata um monte de gente. Em uma população pobre, estimulam as guerras locais como podemos ver na Síria, no Yemen e em vários lugares. Promovem uma destruição sem precedentes, então aparece um pobre coitado árabe que comete algum atentado em Nova York ou Paris e aí começa toda aquela euforia da guerra ao terror por que o terror é algo monstruoso. Monstruoso por ser em pequena escala, quando é feito em escala industrial é lindo. Quem acompanhou a cobertura dos bombardeios do Iraque pela Globo pode perceber que os comentaristas quase tiveram um orgasmo com aquelas máquinas infernais de destruição. Isso não é terrorismo, o cidadão sair de um país alheio e atacar o país. Uma farsa total.

No Brasil há uma outra farsa, que é muito tradicional, a guerra contra a corrupção, isso aqui foi uma experiência interessante, pois pode-se perceber que após 4 anos que todos os guerreiros contra a corrupção são uns bandidos. Os piores bandidos são aqueles que guerreiam contra a corrupção.

Em todos estes casos, sempre adotamos a política de não transigir coma política imperialista. Sempre falamos que a guerra às drogas é uma farsa macabra, se não houvesse guerra as drogas, o mundo seria bem melhor. E vai se percebendo isso, que no Brasil de cerca de 800 mil pessoas encarceradas, 400 mil estão lá por causa das drogas. É a população pobre, essa situação do Rio de Janeiro por exemplo, se legalizassem as drogas e o Estado assumir o controle público, acabaria com o problema. Mas a direita não quer assumir nada, nem acabar com nada.
A campanha da corrupção quando se iniciou tinha muita defensiva em ser criticada, mas o PCO alertou que isso era uma farsa, um golpe político, que terminaria na perseguição a esquerda por ser uma política de direita. Jamais aceitamos nem minimamente qualquer apoio na luta contra a corrupção, sendo que o que falamos é que a luta contra a corrupção é uma farsa. A guerra ao terror que sensibiliza muita gente, também nunca concordamos com isso aí. Aí é uma farsa e um cinismo por que os terroristas verdadeiros são aqueles que produzem os grandes genocídios atacando e invadindo os demais países.

Agora a direita pretende lançar uma outra campanha, dado que estamos em uma crise muita séria, estamos vendo o problema da militarização do regime político. A campanha da segurança pública, a segurança pública é como a luta contra a corrupção, a guerra às drogas é uma farsa. E todos temos que denunciar isso.

Algumas organizações da esquerda falam que e preciso combater o crime, mas sempre as organizações de esquerda falaram que você tinha que combater a miséria, as más condições de vida da população, pois de onde vem esse crime. A direita tem uma interpretação de que o criminoso é um enviado do diabo, mas o criminoso é uma pessoa pobre que por uma série de circunstâncias da vida acabou no crime. No Brasil há muito mais criminosos do que se imagina, dado a precariedade da situação brasileira.

Você pode mandar o exército de um lado para o outro matar um monte de gente, mas o centro organizador do crime são as drogas e elas são um excelente negócio. Por mais que se persiga isso, não só não vai diminuir, como vai aumentar por causa dos alto lucros. Numa sociedade sem perspectiva, a droga é uma saída para um monte de gente. Então temos que dizer claramente que não é a repressão que resolve nada , temos que mudar a situação social. O Deputado Marcelo Freixo apoiou a UPP, um absurdo. Teria que ter um plano para a comunidade. Por que gastar com a polícia sem uma política de geração de empregos. Eles querem destruir o mundo, deixar milhões de pessoas sem nenhuma perspectiva e que todos sejam bonzinhos. Se a classe média pressiona por que está assustada. Colocou grade na janela, tem medo que o meliante pule em sua casa. Não é por que um está assustado que uma falsa solução se transforma em uma solução.

O problema da segurança não é só uma falsa solução, no Brasil, sob a cobertura da segurança pública, os órgão de segurança pública praticam um verdadeiro genocídio contra a população. Qualquer um que defenda os direitos democráticos da população não pode aceitar isso seja lá em nome do que for.

A questão da segurança pública vai servir daqui pra frente para estimular cada vez mais a repressão política no Brasil. Veja que a ocupação no Rio de Janeiro foi feita em nome da segurança pública. É uma cobertura conveniente, mobiliza a direita, que quer matar todo mundo, mobiliza umas parte da população que é psicopata. E vai servir para reforçar a vigilância e o aparato policial de toda a comunidade.
Vivemos em um tempo em que temos câmeras nos filmando em diversos locais, isso é um absurdo. A gente não poderia ter isso aí nunca. E veremos que o número destas câmeras e a intensidade deste tipo de patrulhamento é tanto maior quanto maior o controle da direita.
Temos que colocar na pauta a luta contra a chamada segurança pública, não adianta assumir que existe crime, que a situação é perigosa. Isso é ir a reboque da extrema-direita repressiva. A esquerda europeia não consegue atacar a política xenofóbica, ninguém tem coragem de chegar abertamente e atacar e condenar este tipo de política. Quando você não ataca uma política, você fica refém desta política que você não concorda e que é de seus inimigo. O correto para a esquerda europeia deveria ser totalmente contra e denunciar, mostrar que isso é uma desumanidade.”

Contribua com a Causa Operária TV para que haja uma programação melhor, com mais qualidade visual e mais diversidade de conteúdos. A Causa Operária TV é um esforço do PCO, que se receber apoio dos demais pode ficar cada vez maior.
https://www.vakinha.com.br/vaquinha/contribua-com-a-causa-operaria-tv-fevereiro