Correios: golpistas querem roubar R$ 880 milhões dos trabalhadores dos Correios

correio kombi

A campanha salarial dos trabalhadores dos Correios deste ano, que tem como data base o mês de agosto, tem como marca o roubo que os golpistas preparam o contra a categoria ecetista.

Sem propor nenhum ganho para a categoria, a direção golpista dos Correios veio para as negociações retirar ganhos dos trabalhadores na maior cara de pau, apresentando uma dificuldade financeira que não existe na empresa, tanto que a ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos) fechou o último balanço financeiro com lucro de mais de 660 milhões de reais.

A proposta golpista consiste em reduzir os valores do vale refeição/alimentação em mais de R$ 100,00 por trabalhadores e retirar o vale de quem está doente; extinguir o vale cultura que corresponde a R$ 150,00; diminuir os valores que são pagos a titulo de horas extras, e no final de semana remunerado.

Incluindo todas as perdas que o trabalhador dos Correios terão se for assinado o acordo que a direção golpista dos Correios propõe, haverá um roubo de 850 milhões de reais retirados do bolso dos ecetistas, que corresponde a mais de 100 mil trabalhadores.

Enquanto os sindicalistas do “Bando dos Quatro” (dirigentes sindicais do PT, PCdoB, PSTU e diretoria do Sintect-MG – LPS) pedem para direção golpista da ECT colocar mais segurança nas unidades dos Correios para proteger de roubos externos (o que se voltará contra os trabalhadores) a direção golpista da ECT é que é a maior assaltante dos trabalhadores, e podem praticar o maior roubo que se pode fazer contra os trabalhadores.