Correios a um passo de entregar seu transporte de cargas para os norte-americanos da Azul Cargo

correiosazul18

O CADE (Conselho de Administração de Defesa Econômica) aprovou no início de dezembro a criação de uma nova empresa de transporte de cargas no país. Uma empresa de joint venture no setor de logística criada pela “sociedade” entre Azul Linhas Aéreas e a ECT (Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos).

A “sociedade” entre Azul e Correios, a Azul terá maior poder, com 50,1% de participação, ficando 49,9% para os Correios, o que não corresponde a força das duas empresas nessa área de cargas, já que os Correios movimenta 70 mil toneladas de carga por ano, e a Azul movimenta 30 mil toneladas.

Então porquê a Azul é a sócia majoritária nessa empreitada? Simples, a Azul é uma empresa do capitalismo Americana, dos Estados Unidos da América, os mesmos que financiaram o golpe de Estado no Brasil para que os grandes capitalistas internacionais roubem as riquezas no Brasil.

Esse sociedade é o início da transferência de um dos mercados mais rentáveis no mundo, que é o transporte de encomendas, para as mãos dos grandes tubarões do mercado postal, tanto é assim que a FEDEX, também americana e a maior empresa de transporte de encomendas do mundo, que está de olho no espólio dos Correios, não se opôs a criação dessa nova empresa de logística, criada entre os Correios e a Azul, uma vez que isso movimentará nada menos do que 100 mil toneladas de cargas por ano.

Esta é mais uma etapa da entrega do patrimônio nacional para o imperialismo. O governo golpista de Michel Temer e a sua continuidade, o governo Bolsonaro, estão colocando em prática uma política extremamente nociva para a economia nacional o que vai provocar o desemprego de milhões de trabalhadores. Defender o monopólio estatal dos Correios é defender o interesse do povo brasileiro! Não à privatização dos Correios! Abaixo o Golpe! Fora Bolsonaro e todos os golpistas! Liberdade para Lula! Abaixo a fraude eleitoral!