Corre, Leopoldo López! Covarde golpista foge para embaixada do Chile depois de tentar desestabilizar a Venezuela

Venezuelan opposition leader Leopoldo Lopez is seen outside Generalisimo Francisco de Miranda Airbase in Caracas

Da redação – A aventura golpista da direita venezuelana de hoje (30) está terminando de forma melancólica. O Putsch comandado por Juan Guaidó, o presidente autoproclamado e sem votos reconhecido por Trump, passou muito longe de levar os capachos do imperialismo ao poder. Mas pode ter um saldo positivo para a direita golpista, ao final. Leopoldo López, que estava em prisão domiciliar, aproveitou a empreitada para escapar da pena. Responsável por ataques a prédios públicos e pela morte de 43 pessoas, o terrorista de extrema-direita foi solto hoje pelos militares golpistas e aproveitou para fugir para a embaixada do Chile.

Essa oportunidade que Leopoldo López teve para escapar de sua sentença deve-se à política frouxa dos chavistas com relação à direita golpista. Guaidó sequer estava preso até hoje, apesar de conspirar contra o país com a ajuda de estrangeiros, e López estava preso em casa, o que facilitou sua fuga. Essa política conciliadora de Nicolás Maduro, que cede à pressão dos países que estão roubando os bens da Venezuela e impondo um cerco econômico ao país, só tem servido para ajudar a direita golpista a agir. É possível que depois da tentativa golpista de hoje essa atitude do governo venezuelano mude. A Venezuela é neste momento um bastião da soberania latino-americana diante do assédio imperialista norte-americano e o destino do país afeta a luta dos trabalhadores em todo o continente. Abaixo o golpe na Venezuela!