Periferia
Capitalistas deixarão o País com dezenas de milhares de mortos
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
coronavirus
Foto: Reprodução |

Segundo a Universidade Johns Hopkins, um dos principais institutos do mundo a divulgar dados sobre o coronavírus, a doença poderá deixar de ser considerada uma pandemia no próximo mês. O motivo para isso é o baixo número de casos diários apresentados por vários países, como a França, a Itália e a Espanha (0,25%). As informações, no entanto, não são precisas. Ao mesmo tempo em que se especula sobre o fim da pandemia, a própria Universidade Johns Hopkins não descarta uma segunda onda do coronavírus sobre os países que conseguiram controlar a doença.

Apesar do cenário aparentemente favorável, que vislumbra o fim da pandemia, o fato é que o coronavírus continuará a se espalhar pelo Brasil, mesmo segundo os estudos mais otimistas. Isto é, o que se espera é que, mesmo com o fim da pandemia, o Brasil continuará tendo de enfrentar a doença, uma vez que, segundo muitos especialistas, o País sequer chegou ao seu pico.

Seria até natural que o coronavírus demorasse mais a se espalhar no Brasil, uma vez que a doença surgiu no Oriente e teve seus primeiros registros nessa região. No entanto, o que chama a atenção é que, como o Brasil é um país atrasado, refém dos interesses dos grandes monopólios internacionais, praticamente nenhuma medida que diga respeito ao uso do orçamento público para o combate à doença está sendo tomado. E, o que é igualmente criminoso: os capitalistas estão livres para atacar abertamente a população.

A França, o Reino Unido, a Alemanha e todos os países imperialistas já estão reabrindo sua economia, por pura pressão dos capitalistas. Embora a reabertura seja extremamente arriscada, pois o coronavírus não está de fato controlado, e a prova disso é que países como a França tiveram de voltar atrás em suas medidas, voltando a fechar escolas, essa política causará muito menos danos do que no Brasil. A abertura econômica no Brasil, em um momento em que as curvas não param de crescer, irá levar milhões e milhões de pessoas a se contaminarem pela doença.

Diante desse cenário macabro, é preciso mobilizar os trabalhadores para colocar abaixo o governo. Afinal de contas, está claro que o governo Bolsonaro é inimigo do povo — é um governo que responde somente aos seus patrões, os capitalistas. Enquanto o regime político estiver nas mãos dos golpistas, o Estado continuará destinando todo o seu orçamento para os banqueiros e irá deixar o povo desassistido. Fora Bolsonaro e todos os golpistas!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas