Coronavírus
Dados do Tribunal Superior do Trabalho (TST) apontam que 14 mil brasileiros ingressaram com ações trabalhistas na Justiça do Trabalho relacionadas com o coronavírus.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
ações-tst
Irregularidades cometidos pelos patrões motivam ações trabalhistas em meio à pandemia. | Reprodução.

Dados do Tribunal Superior do Trabalho (TST) apontam que 14 mil brasileiros ingressaram com ações trabalhistas na Justiça do Trabalho relacionadas com o coronavírus. No total, foram 14. 286 ações nas Varas do Trabalho até o mês de julho.

Os meses de abril e maio somam, respectivamente,  2.559 e 4.260 ações trabalhistas. Entre os principais motivos estão  o pedido de liberação do FGTS e aviso prévio, condições de trabalho e medo de as empresas falirem. Os pedidos de doença aumentaram 331%,  sendo que 65,5% está relacionado com o COVID-19.

OS estados com maior número de ações trabalhistas são o Rio Grande do Sul e Santa Catarina. O setor de frigoríficos são responsáveis pelo alto número de contaminações.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas