Corinthians derrota o rival Palmeiras e volta a assumir a dianteira da tabela

COR x PAL

A quinta rodada do Brasileirão 2018 foi aberta no sábado com uma única partida, realizada na Arena Grêmio, que recebeu um grande público para um dos clássicos estaduais de maior rivalidade no país, o sempre aguardado Grenal.

Foi o terceiro confronto do ano envolvendo as duas maiores e mais tradicionais equipes da região Sul do país e desta vez não houve vencedores. Com um time técnica e taticamente superior, neste momento, o Grêmio não conseguiu furar o bloqueio imposto pelo rival colorado. Clássico é clássico e mesmo que uma das equipes não esteja bem, prevalece a tradição, a raça e o coração, e foi exatamente isso o que aconteceu.

A pressão foi toda do tricolor gaucho, que teve mais volume e oportunidades, criou boas jogadas de ataque com troca de passes, mas encontrou uma defesa sólida e bem postada por parte do Internacional, principalmente a linha de proteção à zaga, muito bem coordenada, que foi a responsável por rechaçar as principais investidas do Grêmio.  O resultado deixou as duas equipes em posições distintas na tabela. O Grêmio em quarto lugar com 8 pontos e o Inter em décimo sexto, com cinco pontos.

No domingo pela manhã, o Cruzeiro recebeu em Belo Horizonte os pernambucanos do Sport Recife e alcançou a sua segunda vitória no campeonato. O time mineiro fez uma partida segura e consistente, sem dar chances de reação ao adversário. Os gols foram marcados por Dedé, em cabeçada dentro da área, e o segundo foi assinalado por D’Arrascaeta. Os azuis mineiros chegaram à sétima colocação, com oito pontos.

Quem perdeu a oportunidade de deixar a zona da degola foi o Bahia, que recebeu o São Paulo, diante de sua apaixonada torcida e deixou escapou três pontos que já pareciam certos. O artilheiro Edgar Junio marcou duas vezes para os donos da casa. Trellez marcou para o São Paulo empatando a partida em 1 x 1. Quando tudo já parecia decidido, Shaylon acertou um balaço de fora da área, marcando talvez o gol mais bonito da rodada. Era o empate dos visitantes aos 48 minutos da etapa final. O São Paulo não merecia perder, pois foi o time que propôs mais o jogo e esteve mais organizado em campo.

Em outro clássico regional de grande rivalidade, o Corinthians derrotou o arquirrival Palmeiras,  demonstrando que dificilmente deixa ser batido em seus domínios. O sempre decisivo Rodriguinho  foi o autor do único gol da partida e que deixou o time alvinegro da capital paulista com dez pontos, na segunda colocação. O Palmeiras não conseguiu reeditar o bom futebol  das atuações anteriores, particularmente dos jogos na Libertadores.

Quem despontou sua torcida na rodada foi o Vasco, que recebeu como visitante o Vitória-BA e foi derrotado pelo placar de 3 x 2, perdendo a oportunidade de encostar no pelotão dianteiro. Lembrando que no meio da semana passada o time carioca já havia sido derrotado por outro time baiano, o Bahia, sendo batido por 3 x 0 pela Copa do Brasil. Ainda que tenha sido derrotado, o time carioca ostenta a sexta posição, permanecendo com sete pontos. Para os rubro-negros baianos, o triunfo encima do time carioca não livrou o Vitória da zona da degola. O time permanece no Z4, agora com quaro pontos, na décima oitava posição.

Bonito fez o Atlético Mineiro, que visitou o “xará” paranaense e, de virada, fez 2 x 1, subindo para a ponta da tabela, ocupando a terceira colocação, com dez pontos. Na Arena Condá, em Chapecó, o Flamengo foi derrotado pelo placar de 3 x 2 para o time da casa. A derrota tirou dos rubro-negros cariocas a chance de se isolar na tabela. O time permanece em primeiro lugar, só que agora tendo que dividir os dez pontos com dois outros concorrentes. No fechamento do domingo, o Santos não teve maiores dificuldades em derrotar o lanterna Paraná, pelo placar de 3 x 1, melhorando assim a sua situação na tabela. O time praiano soma agora seis pontos, estando posicionado na décima colocação. Seguimos acompanhando.