Depois da Argentina
Interrupção da gravidez passa a ser permitida voluntariamente para todas as mulheres
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
11abr2019---ativistas-dos-direitos-das-mulheres-sul-coreanas-reagem-apos-a-decisao-do-tribunal-constitucional-sobre-a-descriminalizacao-do-aborto-em-seul-1554986797276_v2_1920x1263
Mulheres sul coreanas pedem legalização do aborto | Foto: Reprodução

No primeiro dia de 2021, a Coreia do Sul descriminalizou a prática do aborto. Antes a legislação do país em relação ao aborto se dava de forma semelhante a do Brasil. Isto é, o aborto era permitido por lei apenas em casos específicos como em gravidez resultante de estupro e o aborto realizado fora das opções previstas era criminalizado. Com a descriminalização o aborto na Coreia do Sul deixa de ser crime e passa a ser permitido voluntariamente por todas as mulheres, o que já era a realidade há muito tempo no Estado Operário da Coreia do Norte.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas