Coreia do Norte: Desnuclearização de um só lado é delírio do imperialismo norte-americano

kim-jong-un-e-donald-trump

Pyongyang, Prensa Latina A República Popular Democrática da Coreia (RPDC) declarou ontem que a desnuclearização de um único lado é um delírio dos Estados Unidos, e reafirmou que não eliminará suas armas nucleares por pressões ou ameaças de Washington.

Esta contundente mensagem foi emitida através de um comunicado oficial de repúdio à insistência, coações e chantagens da Casa Branca para que o líder da RPDC, Kim Jong Un, claudique e desnuclearize seu país, sem que os EUA façam o mesmo com seus ativos militares na Coreia do Sul.

A divulgação desse comunicado ocorre quando funcionários da Coreia do Sul e Estados Unidos iniciaram nesta quinta-feira em Seul dois dias de conversas dedicadas, precisamente, a tratar o tema da desnuclearização na península coreana.

Esta resposta da RPDC também ocorre no contexto de uma crescente preocupação internacional pela inércia em que se encontram os diálogos entre o líder da RPDC, Kim Jong Un e o governante estadunidense Donald Trump, apesar dos compromissos assumidos por Washington no dia 12 de junho em Singapura.