“Copinha” tem início com expectativa de revelar craques para o futebol brasileiro

Começou no dia 02 de janeiro, em gramados paulistas, a 49ª edição da “copinha”, a maior competição de futebol júnior do Brasil, disputada por clubes juniores de todo o país. A organização é da Federação Paulista de Futebol (FPF), e  ocorrerá de 2 a 25 de janeiro. A final será disputada na data do aniversário da capital paulista, dia 25.

Neste ano a competição contará com um recorde clubes e será disputada por 128 times, divididos em 32 grupos. Com isso, apenas os dois primeiros de cada grupo avançarão para a fase seguinte, que será composta por rodadas mata-matas.

A Copa São Paulo de Futebol Júnior é o mais importante torneio das divisões de base do calendário futebolístico nacional. Já se tornou tradição a revelação de grandes talentos para o futebol brasileiro, na competição.

Neste torneio não há muitas surpresas quanto aos times que avançam para as etapas finais, embora as surpresas apareçam durante a fase classificatória, com os chamados pequenos surpreendendo times de maior expressão.

Os maiores campeões ficam mesmo entre os grandes clubes dos centros importantes do futebol nacional. Os cariocas e paulistas são os maiores vencedores, estando o Corinthians e Fluminense na liderança dos títulos conquistados. Mas outros paulistas como São Paulo, Santos e Palmeiras sempre se apresentam como forças favoritas nas categorias de base, chegando à competição com elencos fortes e muito bem treinados. O Flamengo também  figura como uma das forças candidatas ao título. Os mineiros e gaúchos também aparecem como favoritos à conquista.

A primeira edição da Copinha aconteceu em 1969, tendo o Corinthians como campeão. O alvinegro paulista voltaria a conquistar o torneio no ano seguinte, em 1970, sagrando-se bicampeão.

Durante todo o período de realização da Copa São Paulo de Futebol Júnior estaremos acompanhando e analisando não só os resultados, mas também o desempenho dos clubes e principalmente os destaques de cada equipe que podem vir a ser as novas revelações do futebol nacional.