Copa do mundo: Globo faz campanha “não vai ter Copa” contra a Rússia

Russian President Putin, Brazil's President Rousseff and FIFA President Blatter take part in the official hand over ceremony for the 2018 World Cup, in Rio de Janeiro

A golpista Organização Globo de Comunicações, em seu programa de televisão dos domingos, “Fantástico”, que foi ao ar no dia 24 de junho de 2018, dedicou 90% das matérias “jornalísticas” a Copa do Mundo da Rússia, que está em pleno desenvolvimento.

A importância que a Globo dá a Copa do Mundo só comprova a necessidade da imprensa de esquerda também atuar nesse terreno, uma vez que a imprensa golpista procura manipular o maior evento esportivo do planeta terra aos seus interesses comerciais e políticos no Brasil e no Mundo.

Desde matérias para criticar a seleção brasileira e o melhor jogador do Brasil, Neymar, até manipular opiniões sobre acontecidos na Copa, como a direita coxinha que assediou mulheres russas, mostrando o quanto a direita é podre em todas as áreas.

Mas uma das matérias que mostra o cinismo descomunal da Globo com a Copa do Mundo da Rússia é a reprodução na Rússia da campanha do “Não vai ter Copa” que ela realizou no Brasil em 2014.

Na Copa do Brasil em 2014, a Globo e setores da direita e da esquerda pequeno burguesa fizeram críticas ao governo do PT, que trouxe o evento da Copa para o País, com supostas denuncias de que o governo não melhorava o atendimento médico nos hospitais públicos, não construía escolas públicas e que estavam roubando dinheiro do povo com a construção de estádios de futebol, coisa que – na campanha da Globo – parecia ter sido “inventada” nos governos do PT.

Essa campanha sórdida da Globo naquela época desenvolveu-se na campanha do Fora Dilma e no golpe de estado no Brasil, que levou ao governo os políticos da direita mais corrupto do País, e à brutal redução das verbas para educação e saúde e a entrega de quase todo patrimônio nacional.

Mesmo o protagonismo no golpe de estado e da manipulação da Copa de 2014 contra o povo brasileiro, não intimidou a golpista organização Globo de iniciar a mesma campanha, agora contra agora o governo Russo de Wladimir Putin  e a Copa da Rússia, no seu “Fantástico”.

E pasmem, a matéria jornalística da Globo, patrocinadora do golpe no Brasil, acusa o presidente Wladimir Putin de estar usando a Copa do Mundo da Rússia como uma distração do povo, para poder aprovar leis no Congresso Russo contra o povo russo.

O primeiro absurdo da acusação é de que a Rede Globo estaria preocupada com leis que venha a prejudicar o povo, o que não vimos aqui no Brasil, pela Rede Globo, quando o governo golpista de Michel Temer quando esse governo impopular aprovou a “reforma” trabalhista, terceirização em massa, congelamento das verbas publicas para saúde e educação, venda do pré-sal etc.

Segundo absurdo é que Putin, ao contrário do governo golpista de Temer que foi colocado no Palácio Federal pela Globo, não precisa de Copa do Mundo para aprovar leis no Congresso.

Putin foi eleito com 70% dos votos, e tem maioria absoluta no Congresso russo, diferente do governo de Temer, que está com menos zero de popularidade e precisa comprar todos os deputados para se manter no governo.

E por último, a Globo está fazendo a mesma campanha na Rússia contra a Copa, que a esquerda pequeno burguesa no Brasil está fazendo contra a nossa seleção, contra Neymar e contra a população pobre e negra do Brasil que gosta de futebol.