Menu da Rede

Antônio Carlos Silva

Esquerda surrealista

Copa América: Globo se tornou a maior defensora do povo?

Sem política própria, esquerda pequeno-burguesa entra de cabeça na manobra de Bolsonaro e transforma a rede Globo em grande defensora dos interesses do povo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

O caso da Copa América mais uma vez nos faz assistir à lamentável cena de setores da esquerda elogiando a rede Globo. É realmente incrível como a esquerda, que se julga tão crítica das coisas, se deixe levar com tanta facilidade pela propaganda e manipulação da rede Globo. Por sinal, essa facilidade de se deixar levar pela propaganda da Globo mostra que se trata mesmo de uma esquerda pequeno-burguesa, tão influenciada pela propaganda da burguesia quanto a classe média conservadora.

E o problema, logicamente, não é apenas a manipulação em si, mas é a política que está sendo colocada em prática. E aí é que está o problema.

As direções da esquerda ficaram mais de um ano sabotando qualquer iniciativa de sair às ruas para uma mobilização. A insuportável palavra de ordem “fique em casa” foi a única coisa que essa esquerda falou, repetindo a política que estava sendo divulgada pela Globo e pela direita golpista que nunca fez nada pela pandemia mas inventou essa conversa para convencer a classe média a ficar em casa enquanto a maioria do povo saía para trabalhar e ficar doente.

Pois bem, depois de repetir o “fique em casa” como mantra, o povo, que não aguentava mais ficar em casa vendo meio milhão de pessoas morrerem, furou o bloqueio das direções e decidiu sair à rua. Uma mobilização gigantesca em todo o Brasil que colocou abaixo a direita impopular que contava com o “fique em casa” da esquerda para controlar o movimento de oposição a Bolsonaro. Ao mesmo tempo, mostrou para Bolsonaro que seu governo está em risco, não pela ação parlamentar, mas pela mobilização do povo.

É nesse momento que as duas alas da direita, que foram derrotadas pela mobilização, lançam a Copa América como o grande acontecimento político. Mas será mesmo que é assim? Será que a Copa América no Brasil ou em qualquer outro lugar é tão relevante para a situação política? Claramente não.

Da parte de Bolsonaro está mais clara a manobra: ele procura uma maneira de reagrupar sua base social usando a demagogia do futebol, depois de um final de semana aterrorizante para o seu governo.

Já da parte da direita tradicional e sua porta-voz, a rede Globo, a questão da Copa América caiu como uma luva. É a oportunidade de tentar retomar o controle político da oposição a Bolsonaro. Uma advertência: essa oposição não é real, mas é uma disputa eleitoral entre a direita tradicional e os bolsonaristas para saber quem será o candidato da direita em 2022.

Para retomar o controle, uma falsa polarização, a rede Globo correu com seus jornalistas e colunistas esportivos para liderar a campanha contra a Copa América. Campanha que fica ainda melhor porque a rede Globo não tem o direito de transmissão do torneio, que maravilha!

Precisa de mais explicação para mostrar quem está por trás da incrível campanha contra a Copa América?

O mais irônico nem é a falta de sensibilidade política da esquerda pequeno-burguesa, que a impede de ver o óbvio. O mais irônico disso tudo é ver esquerdistas que criticam a Globo se derretendo em elogios pelos jornalistas da emissora.

Mais incrível ainda é ver esquerdistas que vivem atacando o futebol, a Seleção Brasileira e os jogadores porque eles seriam “crias da Globo” elogiarem esses jornalistas. A Globo passou de principal inimiga do futebol para a maior defensora do povo. Se contassem essa história para alguém de outro País, a pessoa com certeza iria achar que se tratava de algum romance surrealista ou alguma peça do teatro do absurdo.

Mas não, essa é a esquerda pequeno-burguesa brasileira em seu esforço por ser cada vez mais ridícula.

Ao invés de entrar de cabeça na manobra de Bolsonaro e se colocar contra a Copa, a esquerda deveria se concentrar em ampliar as enormes mobilizações do dia 29, levantando as reivindicações populares, pela vacinação em massa, auxílio emergencial de verdade e principalmente, colocar abaixo o governo Bolsonaro e todos os golpistas.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores

DCO

O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.