Contra os desejos do imperialismo, Maduro assume hoje seu novo mandato

VENEZUELA-POLITICS-MADURO

Da redação – O atual presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, assume hoje seu mais novo mandato, conquistado através das eleições do ano passado, em que Maduro ganhou com mais de 65% dos votos, ganhando em todos os estados.

Com isso, o imperialismo está totalmente histérico em sua imprensa. A campanha contra Maduro é gigantesca. Desde Chavez, sucessor de Maduro, o imperialismo morre de vontade de derrubar os “bolivarianos”.

Porém, as tentativas falham todas. Tanto que a direita decidiu boicotar as eleições de 2018, sabendo que iam perder, e usando isso contra o governo.

O Brasil faz parte do Grupo Limo, um instrumento político do imperialismo norte-americano, que não reconhece como legítima a posse de Maduro – revelando suas características golpistas.

Por isso, ninguém do governo de Bolsonaro, esse sim ilegítimo, será enviado para a posse. Além do Brasil, vários países capachos dos EUA estarão boicotando a posse. São eles Argentina, Canadá, Chile, Colômbia, Costa Rica, Guatemala, Guiana, Honduras, Panamá, Paraguai, Peru e Santa Lucia e México.