Luta vã
Covas, Russomano e Ministério Público. A luta dos negros deve se dar totalmente por fora deles. Somente a união das massas irá modificar a situação de opressão de todo o povo.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
semaforo_sp
Símbolo em homenagem ao Dia da Consciência Negra promovido pela Secretaria de Cultura de SP | Foto: Divulgação/Prefeitura de São Paulo

Celso Russomano, candidato à prefeitura de São Paulo, foi denunciado no Ministério Público estadual com uma representação criminal por racismo feita por uma integrante do Coletivo Quilombo Periférico e da União de Núcleos de Educação Popular para Negros (UNEAFRO Brasil).

O motivo da ação protocolada na última sexta-feira (6) foi uma postagem em que Russomano critica uma ação da prefeitura da cidade. Semáforos foram decorados com punhos levantados, símbolo do movimento negro no mundo todo, por conta da celebração do Dia da Consciência Negra, que será este mês de novembro.

No pedido de abertura de inquérito produzido por Elaine Cristina Mineiro, consta o seguinte trecho: “O acusado agiu preconceituosamente ao alegar que lutaria para que atos de vandalismo, como o da imagem (semáforo simbólico em celebração ao mês da consciência negra com punho cerrado em cores vermelha e verde) não ocorram novamente e tampouco fiquem impunes”.

O documento segue explicando que a homenagem da Secretaria de Cultura da cidade é “medida de política pública de combate à discriminação racial e racismo”.

“A contrariedade em relação à medida vinda do acusado se sustenta na prática de racismo por sua parte, considerando todo o arcabouço jurídico nacional e internacional que incentiva a adoção de políticas públicas de enfrentamento ao racismo”, continua.

Na mesma peça apresentada ao MP-SP, também consta a citação a um segundo caso de racismo em que o candidato à prefeito diz ter sido criado por mãe de leite negra.

Celso Russomano é um direitista inimigo do povo, das mulheres, dos negros e dos trabalhadores em geral. Portanto, deve ser combatido com todas as forças pela esquerda. Porém, as representações ao Ministério Público golpista, burguês e inimigo dos negros não são nem de longe uma saída eficaz para o problema.

A luta real deve se dar com mobilizações de massa nas ruas. Essa é a única forma de atuação que pode desestabilizar o regime golpista e levar o povo a vitórias concretas.

Interessante ver nesse caso que, a prefeitura comandada por Bruno Covas, outro direitista inimigo do povo, fez uma campanha demagógica que não melhora em nada a vida do povo. Colocar símbolos em semáforos é uma simples perfumaria em relação aos problemas que os negros enfrentam todos os dias no país.

Portanto, não devemos confiar no judiciário para resolver os problemas das classes oprimidas. Também não podemos iludir o povo de que campanhas de símbolos em semáforos são uma boa forma de luta contra a opressão.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas