Continua a perseguição: Lula é condenado a pagar R$ 1 mil em mais um processo farsa

lula4

Da redação – Continua a perseguição contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Em matéria desta quarta-feira (17), o jornal golpista “Estadão”, traz um título que ataca Lula mais uma vez como condenado, agora por litigância de má-fé em um processo que serve apenas para a imprensa burguesa bombardear negativamente o nome dele em mais um caso de perseguição política.

Acusado de tentar enganar a Justiça no processo que envolve uma propriedade rural em São Bernardo do Campo, ao lado do sítio Los Fubangos, o petista foi condenado a pagar uma multa de R$ 1 mil – referente a 10% da causa -, pelo juiz da 1.ª Vara da Fazenda Pública, José Carlos de França Carvalho Neto, que considerou as informações dadas pelo ex-presidente como falsas, quando alegou o abuso de autoridade da parte da prefeitura que mandou embargar a construção de sua “unidade residencial para lazer”. A defesa de Lula negou as acusações e afirmou que irá recorrer.

Aqui vale ressaltar mais uma vez que a chamada da notícia serve para causar aversão, no mesmo sentido de toda campanha massiva feita contra Lula em períodos anteriores, quando foi condenado pelo juiz golpista, agente da CIA, Sérgio Moro, no caso do Triplex do Guarujá. Porém, quando se entra na notícia, vemos o nível de insignificância dos fatos, na própria falta de informações sobre o tal caso, explicitando que o petista não foi condenado por tentar enganar a justiça, mas sim por que ele é o Lula.

E por fim, temos que deixar claro que correm outros diversos processos na Justiça golpista contra Lula, e que, esses agentes do imperialismo, não vão libertar o ex-presidente pois sua ação indica, inclusive, que vão aumentar sua pena o máximo possível para que nunca mais saia da cadeia.

É preciso criar milhares de Comitês de Luta Contra o Golpe, de Auto-Defesa da população, fortalecer o movimento operário, a Central Única dos Trabalhadores (CUT), os sindicatos, os movimentos de terra e sociais e levar as amplas massas para as ruas, organizando greves e uma grande greve geral para libertar Lula e derrotar a extrema-direita e o golpe de Estado.