Conta de luz no Paraná ficou tão cara que poderá ser parcelada no cartão

energia

Da redação – De acordo com informações passadas pela Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), a conta de luz dos paranaenses vai subir quase 16%  nos próximos dias, o que fez com que a Copel (Companhia Paranaense de Energia) anunciasse que vai aceitar o pagamento das faturas de energia elétrica de forma parcelada no cartão de crédito em até 12 vezes.

Serão admitidas as bandeiras Master, Visa, Hipercard e Elo.

A medida é resultado das políticas de espoliação do povo por parte dos governos de Beto Richa (PSDB) e Cida Borghetti (PP), entre os anos de 2001 e 2018, período em que a tarifa de energia teve um aumento de 78,55% para 4,5 milhões de unidades consumidoras em 395 municípios. O salário mínimo teve um reajuste inferior, de apenas 65,33%.

Trata-se de mais um amostra de que os governos direitistas não servem aos interesses da população, mas apenas aos grandes grupos econômicos, que pretendem sugar toda a riqueza do país, o patrimônio público, sua infraestrutura, sem investir em nada, sem nenhuma contrapartida em benefício do povo.