Conhecendo a Lava Jato, queremos provas de que o jejum de Dallagnol aconteceu

A direita golpista segue pressionando para que Lula seja preso por todos os lados, na grande imprensa capitalista, nas redes sociais, nos “coxinhatos”, etc. E quando começa essa movimentação ridícula, já podemos esperar mais casos de vergonha alheia.

Em mais um desses episódios patéticos, o homem do PowerPoint, Deltan Dallagnol, resolveu revelar em suas redes sociais que estaria “em jejum, oração e torcendo pelo país”, no julgamento do habeas corpus do ex-presidente Lula.

Sabendo como as coisas funcionam na força-tarefa da Lava Jato, não é nenhum exagero exigir provas de que o “protesto” do procurador realmente ocorreu, já que além de apresentações com organogramas ridículos, os “servos” do imperialismo adoram fabricar fatos e condenar pessoas por “suposições”.

O mais irônico de toda essa situação pitoresca é que o direitista anunciou uma “greve de fome” justamente em favor da prisão do presidente que acabou com a fome no Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva.