Eleições 2020
Quem são os companheiros que farão das eleições uma tribuna de luta pelo Fora Bolsonaro e por Lula presidente
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Convenção PCO - PR - Curitiba
Foto da convenção municipal de Curitiba, realizada no último domingo 13/09/20 | Reprodução

No último domingo (13), ocorreram na região Sul e em todo o país, as Conferências Estaduais do Partido da Causa Operária (PCO). Com o tema: “Fazer das eleições uma tribuna de luta pelo Fora Bolsonaro e por Lula presidente”, as atividades reuniram militantes, filiados e simpatizantes para discutir o programa do partido e apresentar os companheiros que irão defendê-lo.

No Paraná, a Conferência ocorreu no Centro Cultura Benjamin Péret – PR, com convidados – respeitando as medidas de segurança e isolamento social – e com a participação de dezenas de pessoas por videoconferência. Entre elas, companheiros de outras organizações, como o PT, a CUT, Comitês de Luta e familiares dos candidatos.

Entre os temas discutidos, destacou-se que o PCO não possui candidatos de si mesmos, mas sim porta-vozes da luta dos trabalhadores e oprimidos contra a burguesia. Portanto, que a tarefa central de todos os companheiros é permitir que através da sua atuação militante, chegue ao maior número de pessoas o programa do partido, que tem como tema a campanha pelo Fora Bolsonaro e por Lula presidente, as reivindicações mais essenciais do povo brasileiro neste momento, que se relaciona com todas as demais, como o combate ao genocídio dos golpistas diante do coronavírus.

Por isso, o partido lançou candidatos que expressam a luta contra o golpe de Estado no país, nas mais diversas frentes de intervenção.

Curitiba

Para representar o programa do partido na disputa para a Prefeitura de Curitiba, Diogo Furtado. Artista gráfico, formando em arquitetura, Diogo tem 30 anos, é militante do partido desde 2018, um dos coordenadores no Paraná e em Curitiba, integrante da Aliança da Juventude Revolucionária (AJR), o coletivo de juventude do PCO, do Comitê de Luta de Curitiba e do Conselho Popular de Saúde do Boqueirão.

E para vice o companheiro Feris Boabaid, servidor público municipal, Feris é arquiteto de formação, tem 60 anos e é militante do partido desde 2017, tendo sido um dos fundadores do Comitê Resistência Carijó Contra o Golpe, em Paranaguá (que chegou a ser o maior Comitê de Luta no Estado) e também é integrante do Conselho Popular de Saúde do Boqueirão, em Curitiba.

A companheira Priscila Ebara, professora do ensino especial, formada em Artes pela FAP (Faculdade de Artes do Paraná) e em direito, é militante do partido desde 2017, tendo sido a candidata a governadora pelo partido em 2018, numa campanha contundente de enfrentamento à direita golpista, que trouxe vários outros militantes e filiados para o partido, devido à expressão firme da luta do partido contra o golpe de Estado e pela liberdade e candidatura de Lula, a época. Integrou o coletivo de mulheres do PCO, Rosa Luxemburgo, e é uma das fundadoras do Comitê de Luta de Curitiba.

O companheiro Francisco Lima Jr “Chico Curitiba”, militante do Partido desde 2020, participa da luta da classe trabalhadora contra a burguesia desde 1973, quando ainda era estudante. Participou ativamente da organização dos trabalhadores em empresas como Banestado (Banco do Estado do Paraná), Copel (Companhia de Energia Elétrica do Paraná), Grupo Votorantim , Ceval/Bunge. Atualmente trabalha como autônomo em desenvolvimento de sistemas e consultoria de T.I. Participou dos atos contra o golpe de 2016, contra a prisão arbitrária e o impedimento criminoso do ex-presidente Lula, contra os desmandos da “Lava Jato”, pela campanha do “Fora Bolsonaro”. Também participou de projetos de reconstrução e transferência de tecnologia em Angola em parceria com o MPLA (Movimento Popular de Libertação de Angola).

O companheiro Benedito Costa “O Profeta”, é aposentado, teve passagens pelo PT e pelo PSOL no passado e acompanha o PCO desde a campanha eleitoral de 2018, quando viu os candidatos do Partido defenderem o ex-presidente Lula, denunciando sua condenação, prisão e cassação  ilegais, bem como a campanha pelo Fora Bolsonaro. Desde então, filiou-se ao PCO e começou a participar das atividades do Partido e do Comitê de Luta de Curitiba, como os diversos atos pela liberdade de Lula em frente à carceragem da Polícia Federal, com destaque para os atos de 11/09 e 14/10/2019 – do aniversário de 74 anos do ex-presidente – bem como dos mutirões pela liberdade de Lula e por Fora Bolsonaro realizados na feira do largo da ordem aos domingos em 2019.

Londrina

Na 2ª maior cidade do País, o Partido escolheu para representar o seu programa o companheiro Pedro Catelli, da Aliança da Juventude Revolucionária (AJR) e a companheira Thaís Castro, do Coletivo de Mulheres Rosa Luxemburgo.

Paranaguá

Para representar o programa do partido na disputa para a Prefeitura de Paranaguá, o companheiro Emmanuel Lobo. Coordenador do PCO no Paraná, militante do partido desde 2017, Emmanuel integrou a direção do Diretório Central dos Estudantes (DCE) “29 de Julho” da Universidade Estadual do Paraná (Unespar) – Campus Paranaguá por 2 mandatos, de 2014 a 2017, período em que conheceu e integrou a AJR. É formado em Administração de Empresas pela Unespar e professor temporário do estado (PSS) no nível médio técnico, atualmente desempregado. Também foi um dos fundadores do Comitê Resistência Carijó Contra o Golpe, iniciativa que reuniu centenas de pessoas, de estudantes a petroleiros, de professores a portuários, e organizou atividades locais e a participação em todos os atos nacionais entre 2017 e 2019, como as caravanas para atos pela anulação do impeachment da presidenta Dilma (2017), contra a condenação, prisão e cassação do ex-presidente Lula (2018), e pela sua liberdade e pela campanha pelo Fora Bolsonaro (2019 até hoje).

E para vice o companheiro Marco Hakim, que é integrante do Partido desde 2018, professor de História, formado também pela Unespar – Paranaguá. Marco participou da luta contra o golpe desde 2016. Foi do movimento estudantil, tendo participado ativamente do período de greves e ocupações estudantis contra o governo Beto Richa (PSDB) no Paraná entre 2015, 2016 e 2017. Aproximou-se do PCO quando a AJR, em 2017, dirigiu o DCE da universidade – época em que a tônica do movimento estudantil foi a luta contra o golpe – sendo também um dos fundadores do Comitê Resistência Carijó Contra o Golpe, o comitê de luta de Paranaguá. Um dos organizares da caravana para o ato contra a condenação de Lula em 24/01/2018 em Porto Alegre, Marco atua na campanha pela liberdade de Lula e pelo Fora Bolsonaro na cidade.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas