Congresso reacionário: número de parlamentares ligados ao movimento sindical é ainda menor

cut reforma (1)

Matéria da Rede Brasil Atual levanta que o número de parlamentares ligados ao movimento sindical vai diminuir ainda mais com a nova composição do Congresso eleito nas eleições deste ano.

A chamada bancada sindical já não era grande. Conforme o esperado, com o golpe de Estado, não só o número de deputados ligados à luta dos trabalhadores diminuiu como aumentou significativamente o número de elementos ligados à extrema-direita, militares, latifundiários e inimigos do povo em geral.

Esse foi um dos problema na crença da eleição sob o golpe de Estado. Lula foi retirado da eleição e a direita controlou e fraudou todo o processo eleitoral para passar uma legitimidade ao golpe de Estado.

Segundo a matéria da Rede Brasil Atual, foram eleitos 33 deputados ligados aos sindicatos este ano contra 51 nas eleições de 2014. Os dados Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP). Vale a ressalve que dentre os 33 eleitos estão alguns elementos que na realidade são inimigos dos trabalhadores, como é o caso de Paulinho da Força (SD-SP).

A derrota da direita e do golpe só pode vir nas ruas. A ilusão nas eleições fraudadas serviram para criar confusão no meio do movimento de luta. É preciso se livrar da confusão e reorganizar a mobilização do povo contra o golpe.