Embargos genocídas
Um grupo de legisladores dos EUA pede a Donald Trump que alivie as sanções contra o Irã em meio à luta do país persa contra o coronavírus.
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
U.S. President Donald Trump arrives to deliver remarks following the U.S. Military airstrike against Iranian General Qassem Soleimani in Baghdad, Iraq, in West Palm Beach, Florida, U.S., January 3, 2020. REUTERS/Tom Brenner
Donald Trump | Tom Brenner/Reuters

Em carta dirigida à Steven Mnuchin, Secretário do Tesouro dos Estados Unidos e à Mike Pompeo, Secretário de Estado, um grupo de 74 congressistas e senadores democratas pediram à Donald Trump (Republicanos) que permitisse ao Irã enviar ajuda para o luta contra o novo coronavírus.

Jesús “Chuy” García e a senadora Elizabeth Warren estão entre os signatários da carta. Como exigência, os congressistas apelaram para que o governo dos Estados Unidos emita uma licença temporária para o envio de kits de detecção, respiradores e equipamentos de proteção pessoal necessária para o combate ao vírus.

“Bloquear ou reduzir o envio de recursos médicos não resultará em uma resposta eficaz ao surto no mundo, nem servirá aos nossos interesses de segurança nacional”, diz trecho da carta, de acordo com a revista norte-americana Foreign Policy.

Conforme relatado, Joe Biden (Democratas) já pediu a Trump a emissão de licenças para que o Irã obtenha produtos de empresas farmacêuticas e de dispositivos médicos, além da criação de canais especiais para bancos e empresas de serviços.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas