Internacional
Redução de renda per capita na Itália evidencia ainda mais a crise imperialista atual
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Dólares e euros | Foto: Reprodução
A Itália registrará neste ano uma redução de 2.484 euros na renda per capita como resultado do impacto das medidas adotadas para enfrentar a Covid-19, confirma hoje um relatório aqui publicado.

Segundo análise do Gabinete de Estudos da Associação dos Artesãos e Pequenos Empresários do Mestre (CGIA), a estimativa de contração de 9,7 por cento do Produto Interno Bruto (PIB) implicará um regresso ao nível nacional de 1998, passando de 25 1.722 euros em 2019 a 23.238 em 2020.

O golpe será mais duro para os territórios localizados no sul da península onde, indica o relatório, haverá um retrocesso de 31 anos, com rendimentos comparáveis aos de 1989, indicou a fonte.

Por regiões, os mais afetados serão o norte do Trentino-Alto Adige, com 3.645; Lombardia, 3.613; Valle D’Aosta, 3.433; e Emilia Romaña, 3.229, enquanto Sardenha, 1.585; Molise, 1.515; Sicília, 1.307; e Calábria, 1.270, no sul e nas ilhas.

Os pesquisadores alertaram em suas conclusões que os dados coletados até o último dia 13 de outubro não levaram em consideração a incidência das disposições contidas nas últimas portarias para tentar conter a epidemia, de modo que a situação descrita pode ser pior.

Por seu turno, o presidente do Gabinete de Estudos CGIA, Paolo Zabeo, destacou que ‘com menos dinheiro no bolso, mais desempregados e muitas atividades que vão fechar as portas antes do final do ano’, corre-se o risco de as ‘gravíssimas dificuldades econômicas’ levam a uma perigosa crise social.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas