Conferência Nacional Unificada: bancários iniciam campanha salarial e política contra o golpe

bancarios

Da redação – Após longa preparação em debates realizados regionalmente e na principais capitais dos estados, a categoria dos bancários centralizou todos na Conferência Nacional Unificada, que foi de sexta-feira, 8, até o domingo, dia 10, na capital de São Paulo. O encontro contou com 627 delegados, sendo eles representantes de trabalhadores de bancos públicos e privados, onde, após os três dias de longos debates, as pautas com as reivindicações foram entregues à Federação Nacional dos Bancos (Fenaban) pelo Comando Nacional da categoria.

A categoria bancária, que reúne 485 mil trabalhadores, demonstrou estar preocupada com o avanço do golpe, havendo diversos discursos sobre a prisão política do ex-presidente Lula, pois, está mais do que claro que as demissões em massas provindas da “reforma” trabalhista, a lei da terceirização, diminuição dos salários, fechamento de agências, aumento explosivo de casos de depressão…estão direta e intimamente ligados as ações golpistas.