30ª Conferência Nacional
A 30ª Conferência Nacional do PCO tem perspectiva de mais de 100 delegados e observadores de todo País e exterior, expressão do crescimento do partido e de sua influência
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
conferencia
Conferência de luta contra o golpe, impulsionada pelo PCO, em 2018 | Foto: Arquivo DCO

Mesmo com a pandemia do coronavírus, a 30ª Conferência Nacional do PCO promete ser uma das maiores e mais importantes de sua história. A necessidade de uma organização concreta e fiel a política da classe operária frente aos avanços da burguesia, exige que ela seja, acima de tudo, presencial. Tais fatos demonstram a centralização e principalmente o crescimento do partido no último período.

Com todas as medidas prevenção necessárias, o evento deve conta com cerca de 100 delegados e algumas dezenas de  observadores. Além dos companheiros de todo país que irão comparecer presencialmente, vários outros participarão por videoconferência, por questões de saúde e de prevenção.

A Conferência terá representantes de pelo menos 18 estados do País. São eles: Paraná, Santa Catarina, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro, Espiríto Santo, Minas gerais, Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Bahia, Piauí, Alagoas, Pernambuco, Paraíba, Amapá, Acre, Pará e Amazonas. Também participarão militantes de fora do Brasil, da Espanha, da Alemanha, da França, da Áustria, da Finlândia, dos Estados Unidos e da Suíça.

Com a decadência do moribundo sistema capitalista e as direções pequeno burguesas da esquerda mostrando sua verdadeira face, cada vez mais o Partido da Causa Operária cresce e confirma sua força dentro da luta política pelos interesses da classe operária. Isso se deve, por sua política acertada e pelo seu papel fundamental na luta contra o golpe e na luta pela derrubada de Bolsonaro, assim como pela efetividade de sua organização democrática. Por isso, a 30ª Conferência Nacional que ocorrerá neste fim de semana, nos dias 15 e 16 agosto, tem importância máxima para a luta dos trabalhadores em torno da luta pelo Fora Bolsonaro e todos os golpistas e pelas reivindicações dos trabalhadores diante da crise.

Todos os companheiros e as companheiras decidirão qual a política a ser tomada para as próximas eleições, buscando, como é de práxis marxista, subordiná-la a luta das massas. Dessa vez, em um período verdadeiramente revolucionário, o debate político e a decisão acertada para contrapor os interesses da burguesia, é de extrema magnitude e relevância. O partido debaterá o programa para os trabalhadores diante da crise histórica do capitalismo, bem como os meios e as reivindicações necessárias para luta pela revolução, o governo operário e o comunismo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas