Conferência do PCO será uma homenagem a Fernando Fagundes

fernando

A 29ª Conferência Nacional do Partido da Causa Operária, a ser realizada nos dias 13 e 14 de outubro em São Paulo, será uma homenagem ao companheiro Fernando José Fagundes Ribeiro, membro do Comitê Central Nacional do Partido falecido no Rio de Janeiro na última sexta (5).

Fernando integrou-se ao PCO em 2016, durante a luta contra o golpe, participando ativamente de todas as suas etapas e tornando-se uma importante liderança nacional. Graças a sua convicção de que a solução dos problemas para o país está no socialismo e na construção de um governo operário, Fernando logrou um notável crescimento do Partido no Estado do Rio de Janeiro.

O companheiro, em certo sentido, sintetizava as características próprias de um militante socialista, integrando a organização do partido e participação nas atividades a uma profunda reflexão teórica acerca do Marxismo. Exemplo de altruísmo e inteligência, lecionava filosofia na Universidade Federal Fluminense, atuando ainda como tradutor de poesia francesa. Os militantes do PCO acreditam que a melhor maneira de homenagear o companheiro Fernando é mantendo-se firmes na luta pelo socialismo, que é a luta de todos os trabalhadores.

Nesse sentido, à medida em que se aprofunda o golpe e outros setores da esquerda capitulam sucessivamente, o Partido busca fortalecer-se no debate e na construção coletiva de sua política nessa nova etapa que se inicia com o segundo turno do processo eleitoral. É a definição necessária para constituir a resoluta unidade de ação própria do PCO e do centralismo democrático em geral.

O Partido se mantém firme em sua política de elevar a consciência dos trabalhadores por meio de sua mobilização, o que implica a definição clara de eixos de luta e palavras de ordem condizentes com os interesses dos oprimidos pelo feroz avanço do imperialismo concretizado no aprofundamento do golpe e no próprio processo eleitoral conduzido pelos golpistas. Quais os caminhos a seguir? Como aumentar grau de organização de nossas fileiras?

A homenagem ao companheiro Fernando Fagundes ganha mais relevo quanto mais efetiva e real se torna nossa luta contra o golpe.