Centralismo democrático
Neste final de semana ocorrerá a 40ª Conferência Nacional do Partido da Causa Operária, evento de maior importância para agir na situação política atual
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
pco
Partido da Causa Operária | Foto: Reprodução

Nesta final de semana ocorrerá a 30ª Conferência Nacional do Partido da Causa Operária. O evento será in loco e contará com a presença de diversos delegados e observadores de todo País e internacionalmente. Será discutido em profundidade os problemas políticos nacionais e as diretrizes para uma luta revolucionária no Brasil e internacionalmente diante do aprofundamento da crise política, da crise sanitária do coronavírus que está resultando em um genocídio de Estado pelo bolsonarismo e pelos governos estaduais e municipais e a crítica crise econômica mundial que afeta duramente a população de todo mundo e também atinge em cheio a população brasileira. 

A Conferência contará com centenas de delegados que virão de todo País e também de militantes de outros países que também serão delegados e observadores, comprovando a política internacionalista do Partido da Causa Operária que sempre busca analisar a situação de conjunto. Desde que o capitalismo se tornou um regime econômico que se impõe a todos os povos do globo terrestre, o terreno da luta política contra a  burguesia é internacional, sendo o Brasil um reflexo de um movimento mundial. O golpe de Estado de 2016 é peça central da concretude dessa análise, já que o que a America Latina presenciou foi um golpe de características continentais orquestrado pelo imperialismo norte-americano e mundial.

O evento demonstra também o caráter do Partido, seu método coerente do centralismo democrático. Onde o que está em jogo na sua Conferência é a discussão sobre os problemas políticos fundamentais para compreender a situação claramente, para assim formular uma política prática para agir na conjuntura atual. Será discutido a crise, tanto política, econômica como sanitária. A cegueira e paralisia da esquerda desorientada perante a crise. O Fora Bolsonaro e, principalmente, as participação do partido nas eleições municipais de 2018. Diferente de outros partidos de esquerda, inclusive dos que se reivindicam revolucionários, o PCO não vai às eleições com o oportunismo de um programa acabado e sem discussão, para fazer demagogia e iludir o povo. Seguindo o método de um partido verdadeiramente revolucionário, os aspectos chave da luta política serão discutidos para, assim, tirar um plano de ação para as eleições e, principalmente, os meios para transformar as eleições em uma tribuna de lutas pelo Fora Bolsonaro. 

O evento ocorrerá na Grande São Paulo, em Embu das Artes, e será decisivo para o momento político atual e as perspectivas da situação para avançar a luta política da classe operária, rumo a um desfecho revolucionário, que passa, claro, pela derrubada do presidente fraudulento e genocida. 

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas