Confederação Sindical Internacional pede liberdade para Lula

Lula participa do 3º Congresso Nacional da Juventude do PT

Havana, Rádio Havana Cuba (RHC) – Os participantes do congresso da Confederação Sindical Internacional, na Dinamarca, pediram a liberdade do ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva, condenado a 12 anos de cadeia por presumível corrupção, sem provas concretas.

Na reunião foi lida uma carta enviada por Lula, na qual sublinha a necessidade de um movimento sindical forte e unido, e exorta a lutar pela democracia, resgatar e fortalecer os direitos trabalhistas e alcançar uma sociedade mais justa e igualitária. No texto, recorda que o Comitê de Direitos Humanos da ONU considerou que seu julgamento não foi justo, e frisou que se tratou de uma manobra para impedir sua participação nas recentes eleições presidenciais.

Na terça-feira foi adiada a análise no STF – Supremo Tribunal Federal de um pedido de liberdade para o ex-mandatário. Os advogados de defesa apontam que a decisão do juiz Sergio Moro de aceitar um posto de ministro no gabinete do presidente eleito Jair Bolsonaro mostra que não foi imparcial no processo contra o líder do PT – Partido dos Trabalhadores.

No mesmo dia, o PT propôs criar uma comissão parlamentar para investigar o esquema fraudulento usado por Bolsonaro durante a campanha. O objetivo é esclarecer os disparos massivos de notícias falsas nas redes sociais, uma prática ilegal que beneficiou sua candidatura.