Por causa do coronavírus
O bloqueio econômico criminoso dos Estados Unidos e do imperialismo em seu conjunto impede que Cuba e Venezuela tenham acesso a uma séria de equipamentos e remédios

Por: Redação do Diário Causa Operária

Por Nuria Barbosa León, no Granma

Os membros da Comunidade do Caribe (Caricom) pediram o levantamento das sanções dos Estados Unidos contra Cuba e a Venezuela, já que todos os países devem ser parte do esforço global para combater a pandemia da Covid-19.

O dito anteriormente veio a público na Cúpula urgente, efetuada mediante videoconferência e convocada por Barbados, país que ocupa a presidência pro tempore desse bloco, que tratou da situação de saúde, a segurança alimentar e a proteção dos idosos perante a doença, bem como o reatamento das atividades após a epidemia.

Para ajudar na luta contra este agente patogênico, Cuba realiza um trabalho solidário mediante as suas brigadas do Contingente Henry Reeve, especializado em desastres e graves epidemias; e países da Caricom como Jamaica, Barbados, Antígua e Barbuda, Belize, Granada, Dominica, Santa Lúzia, São Cristóvão e Névis, Suriname, São Vicente e as Granadinas, contam com essas brigadas. Por outro lado, Trinidade e Tobago, Bahamas e o Haiti mantêm brigadas médicas cubanas, as que neste momento atendem a pacientes doentes com o coronavírus.

A pandemia registra mais de 1,5 mil doentes na região, número que poderia se elevar.

Send this to a friend