Embargo criminoso
Bloqueio econômico impede a ilha de importar remédios e equipamentos para combater o coronavírus; mesmo assim, sistema de saúde socialista garante a proteção da população
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
45350686855_e118dffa5d_k
Cuba é um dos países membros da Caricom. Foto: Caribbean Community |
Georgetown, 12 de maio (Prensa Latina) Os ministros das Relações Exteriores dos países da Comunidade do Caribe (Caricom) reiteraram sua rejeição ao bloqueio econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos a Cuba e pediram seu levantamento.

 

A reivindicação contra a medida unilateral com a qual há quase 60 anos os Estados Unidos pressionam Cuba para abdicar de seu processo revolucionário e seu sistema de desenvolvimento socialista ocorreu no contexto da Vigésima Terceira Reunião do Conselho de Relações Exteriores e Comunitárias (Cofcor) do Caricom.

A Cofcor, na reunião realizada virtualmente na quinta e sexta-feira da semana passada, prestou homenagem ao governo e ao povo de Cuba pela provisão de pessoal de saúde pública para aumentar a capacidade limitada da região diante da pandemia do Covid-19, apesar dos desafios do próprio país exacerbados pelas medidas dos EUA.

Os ministros das Relações Exteriores pediram o levantamento imediato e incondicional do bloqueio econômico, comercial e financeiro dos Estados Unidos contra Cuba, relata o diário Caricom Today e destaca a agenda discutida pelos ministros das Relações Exteriores na reunião, presidida por Claude Joseph, Ministro de Relações Exteriores e Culto do Haiti.

Entre outros tópicos, discutiram vários desafios enfrentados pela Comunidade, agravados pelo impacto negativo da pandemia de Covid-19.

Eles sublinharam o papel da Cofcor e da Caricom como o fórum no qual os ministros das Relações Exteriores da área têm a oportunidade de refletir e deliberar em conjunto sobre questões regionais, hemisféricas e internacionais de importância para a Comunidade, e concordar com assuntos e posições coordenadas sobre a política exterior.

Todos falaram da necessidade de se unir como região em questões de importância crítica, particularmente em resposta à pandemia e à subsequente devastação econômica.

Nesse sentido, prestaram homenagem às instituições regionais, à Agência de Saúde Pública do Caribe, à Organização Pan-Americana da Saúde e aos trabalhadores da linha de frente da luta contra a pandemia.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas