Como os patrões dos golpistas tratam os brasileiros: 49 crianças enjauladas na fronteira dos EUA com o México

juca

Recentemente, demonstrando o verdadeiro caráter desumano do imperialismo, o governo norte-americano enjaulou quase 700 crianças, filhos de imigrantes que tentavam atravessar a fronteira para os Estados Unidos, que foram separados de seus pais e colocados atrás das grades. A situação de crise nos Estados-Unidos se agravou ainda mais, a principal ala da direita imperialista se aproveitou da situação para fazer campanha contra o indesejável governo Trump.

Entretanto, é importante ressaltar que não se trata de uma política de Trump mas de um aprofundamento da política geral do imperialismo, contra os imigrantes, os negros e outros grupos étnicos que vivem nos EUA e são tratados feito animais. O interessante é como isso revela o cinismo do imperialismo norte-americano. Por menos, os Estados Unidos invadiram países, assassinaram a população, destruíram a infraestrutura, sancionaram economicamente é assim por diante. Por exemplo, se fosse na Venezuela, um só cidadão norte-americano preso, seria motivo para os EUA invadirem o país.

Um recente levantamento revela que dentre as crianças presas, 49 são brasileiras, demonstrando o “amor” que o imperialismo tem pelo povo brasileiro. Obviamente, os golpistas brasileiros não se pronunciaram sobre isso. Aloysio Nunes, por exemplo, ministro das relações exteriores do governo Temer, um indivíduo que exige a invasão da Venezuela toda vez que há “falta de algum produto” no país, nada disse sobre a política desumana de Trump.

Já a extrema-direita supostamente nacionalista, que é representada por Jair Messias Bolsonaro, também nada disse sobre a situação. Muito pelo contrário, Bolsonaro já lançou elogios ao governo Trump, bateu continência à bandeira norte-americana e disse que era necessário dar a Amazônia para o imperialismo. Todavia, a política de qualquer um que se diz nacionalista, à favor do Brasil, seria de repudiar esta ação contra os brasileiros em outro país, exigir a total liberdade para os que foram preso e a reunião das famílias separadas.

Isso acontece pois o imperialismo norte-americano são os verdadeiros patrões dos golpistas brasileiros, ou seja, a direita brasileira no Brasil serve aos interesses destas mesmas pessoas que encarceraram 49 crianças brasileiras – o que revela o ódio da burguesia golpista pelo povo brasileiro no geral. Na verdade, a prática, no Brasil, é bastante parecida, aqui também a direita reprime as crianças, negras e pobres. O exército, por exemplo, recentemente assassinou mais um adolescente nas favelas do Rio de Janeiro, onde existe uma intervenção militar, apoiada pelos EUA.