Como lidar com entreguistas: Venezuela prende banqueiros golpistas que sabotavam a economia do país

RECORRIDO_BANCOS_BILLETE_DE_100-1.jpg.1180x600_q85_box-0,0,1200,608_crop_detail

A Venezuela anunciou uma intervenção de 90 dias em seu maior banco privado, o Banesco, e a prisão de 11 altos executivos sob a acusação de promover ataques especulativos à moeda Venezuelana. Tanto lá quanto aqui no Brasil, a burguesia local que esbraveja em nome da Pátria, da moral e dos bons costumes, não passam de sabotadores da economia em nome dos interesses imperialistas, que no Brasil, conseguiram derrubar um governo legitimo, usando argumentos tolos, e na Venezuela estão levando a economia a bancarrota em uma conspiração contra o governo de Maduro.

Com a manipulação da moeda via mercado financeiro Venezuelano, nos últimos doze meses, o país teve uma vertiginosa inflação 8%. Investigadores descobriram ligações entre um grande número de contas suspeitos no Banesco e endereços na Colômbia e no Panamá, existe também acusação sobre os executivos de contrabandear bolívares pela fronteira para manipular a taxa de câmbio do mercado negro.

Esse é tratamento padrão que todo golpista entreguista deve receber, no Brasil diferente da Venezuela, temos toda uma rede articulada de golpistas, que vai desde a imprensa, passando por empresários, políticos e juízes . A única maneira de vencer o golpe no Brasil e as tentativas de golpe na Venezuela são a mobilizações populares no Brasil, sem ilusões nas eleições ou na justiça.