Como ele vai transferir os votos? Carta de Lula não pode ser lida na TV

oie_18231342ONn6VMKz

O golpe continua seguindo seu curso ditatorial perfeitamente. Em mais uma ação ditatorial de censura, agora então fora proibida a leitura da carta de Lula, na qual o ex-presidente declara seu apoio a substituição de sua candidatura pela de Fernando Haddad.

Segundo o ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), Sérgio Silveira Banhos, a propaganda eleitoral estaria violando a lei eleitoral, onde ultrapassam 50% da participação de terceiros no programa. Isso não é nenhuma surpresa quando se trata de instituições golpistas e quando se trata diretamente de Lula, que é a figura mais oponente ao golpe no momento.

Antes de tudo, é preciso mais uma vez reafirmar o erro grave do PT de partir para a política do “plano B”, ao lançar Haddad como candidato e não brigar por Lula candidato até o fim. Os avanços da ação dos golpistas contra qualquer propaganda eleitoral do PT que contenha a figura Lula, demonstra sua força política e que é  frontalmente um desestabilizador do golpe e por isso a perseguição ferrenha.

Como será feita a transferência de votos de Lula para Haddad, se proibida está a leitura da carta com a qual Lula chancela a candidatura do mesmo? E as proibições não param por ai. Essa é apenas mais uma evidência de que ao contrário da ilusão da esquerda que está mergulhada no afã eleitoral, o golpe não foi dado para se entregar as eleições para a esquerda, assim como fica claro com a prisão política de Lula, que elevou todas as pesquisas de intenção de votos em todos os possíveis cenários.

O momento que está colocado, é da luta contra golpe, sem ilusão em eleições fraudulentas e controladas pelas burguesia. É preciso denunciar que eleição sem Lula é fraude, se opor à tentativa de legitimação do golpe por meio de eleições viciadas e lutar pela liberdade do ex-presidente.