Como a direita fascista ataca as mulheres com apoio da PM nos atos

bolso

Neste último dia domingo (7), um bando de covardes bolsonaristas agrediram uma mulher em plena Avenida Paulista. Fato que chamou atenção foi a passividade das policiais femininas que estavam presentes no mesmo local e momento das agressões. Ao final, a vítima ainda foi conduzida com as mãos algemadas.

Uma mulher resolveu demonstrar sua indignação ao ato fascista prol lava jato, que acontecia simultaneamente à manifestação pela liberdade de Lula na Avenida Paulista, os fascistas ali presentes começaram a xingá-la, um dos covardes puxou a mesma pelas roupas e a atirou no meio de seu bando, na sequência um outro aplicou um mata leão nela e um terceiro pressionou a ponta de um cassetete retrátil contra seu abdômen.

Vários outros fascistas chegaram para agredi-la, mas as policiais femininas que viam tudo sem fazer absolutamente nada e pressionadas pela quantidade de fotógrafos presentes resolveram evitar o pior. No entanto, as policiais levaram a vítima algemada. Um homem ainda desferiu uma cusparada contra a mulher quando a mesma era conduzida pelas policiais para fora da aglomeração.

Esse é o clima que se instaura nas ruas de todo o país. É preciso que a esquerda organize comitês de autodefesa e que responda os ataques fascistas a mesma altura. A esquerda não pode se esconder como fez em 2013. É preciso enfrentar os fascistas e colocá-los pra correr na porrada quando necessário. FORA BOLSONARO E TODOS FASCISTAS!