Unidade na luta contra o Golpe
Reuniões ocorrerão em todo o País para levar o maior número de participantes para a atividade política nacional mais importante deste fim de ano
I Conferência Nacional dos Comitês 01
I Conferência Nacional dos Comitês: Arquivo DCO 2019 |

A II Conferência Nacional dos Comitês ocorrerá nos próximos dias 14 e 15 de dezembro, após a explosão das mobilizações populares na América latina, a soltura de Lula e a retomada de uma luta que se intensifica a cada dia contra a burguesia e o imperialismo. Por isso é de caráter essencial a organização política da esquerda em torno de um eixo mobilizador, prático e consciente, que dê prosseguimento à luta popular no próximo período.

Tendo isso em mente, os Comitês de Luta realizarão plenárias abertas em todo o País, como preparação para a II Conferência, para agrupar todos os companheiros dispostos a avançar contra os golpistas, derrubar o governo Bolsonaro, anular todos os processos contra Lula e garantir novas eleições com Lula candidato.

Principalmente após os últimos acontecimentos no Brasil e na América latina, que aprofundaram a crise do regime golpista e impulsionaram a força popular expressa em torno da figura de Lula, a II Conferência deve estar marcada no calendário de cada militante como um dia essencial para a organização da luta pela derrubada do governo golpista. A Conferência também será uma forma de encerrar o ano preparando a luta para o próximo período e opor-se a um setor da esquerda que interpreta a soltura de Lula como um oportunidade de fazer acordos com o centrão (partidos de direita) nas eleições de 2020.

Por isso, procure os Comitês organizados mais próximos da sua cidade ou região e as atividades de rua semanais que eles organizam e estão sendo utilizadas para preparar as caravanas e levar o maior número de pessoas possíveis para a Conferência.

A forte tendência à mobilização na atual etapa da luta popular indica que a II Conferência assumirá um papel ainda mais importante do que a última, realizada em 2018. Sob as palavras de ordem de “Lula ou Nada” e “Eleição sem Lula é fraude”, a I deliberou a realização de um grande ato pela registro da candidatura de Lula em Brasília, como forma de denunciar a fraude que os golpistas preparavam na tentativa de cauterizar a ferida do golpe com uma saída institucional. A II ocorrerá num cenário muito pior para a burguesia e os golpistas, que sofrem com o governo de extrema direita improvisado pela fraude eleitoral, num cenário de destruição do centrão, polarização cada vez maior entre a população e os golpistas e com o levante popular contra o imperialismo na América latina.

Como participar?

Em breve estará disponível o site do evento, onde será possível cadastrar-se e efetivar a inscrição pagando uma taxa para custear o evento. Na última conferência foi de R$ 100,00 e deu direito aos materiais, ao almoço e alojamento. Também é possível se inscrever com os militantes do PCO e dos Comitês nos mutirões que ocorrem as quartas-feiras nas universidades e aos domingos nas feiras pelo País. Será, além disso, uma atividade de importância fundamental, onde são esperadas cerca de duas mil pessoas que sairão de todas as regiões do País em caravanas. Setores de diversos partidos já estão confirmados.

Todos os fatos demonstram que a luta deve ser organizada e a proposta de realizar uma Conferência Nacional Aberta toma proporções ainda maiores neste momento. Levar as organizações populares, associações dos movimentos de luta pela terra, por moradia e principalmente os sindicatos e os partidos de esquerda, para colocar uma perspectiva clara de unificação de todas lutas em uma só: a luta contra o governo ilegítimo e golpista.

Por isso, os Comitês e o PCO colocarão todas as suas forças para convocar uma grande conferência.

Relacionadas