Agitação chega à Colômbia
País entra de vez na convulsão social que toma conta de toda a América Latina
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Captura de Tela 2019-12-09 às 16.46.45
Manifestação do Comitê Nacional de Greve ocorrida ontem. Foto: Diógenes Orjuela/Twitter |
Bogotá, 9 dez (Prensa Latina) O Comitê de greve na Colômbia promove hoje mais ações de protesto, enquanto as reuniões com o governo seguem sem conseguir acordos.

Diógenes Orjuela, presidente da Central Unitária de Trabalhadores (CUT), organização que faz parte do Comitê, disse que nesta segunda-feira terá uma reunião no lugar de negociação do salário mínimo (atualmente em torno de 237 dólares mensais).

A CUT e outras vozes pedem um reajuste salarial que cubra as necessidades básicas de milhões de colombianos, detalhou quase três semanas após o início dos protestos antigovernamentais no país.

Assim, anunciou que realizarão o que denominou uma tomada de Bogotá no dia que será votada a reforma tributária, considerando que essa iniciativa prejudica os interesses do povo.

A esse respeito, Iván Cepeda, da Comissão de Paz Senado, disse que ‘é francamente vergonhoso escutar o (ex-presidente Álvaro) Uribe promover a reforma tributária dizendo que traz benefícios sociais como os três dias sem IVA (Imposto ao valor agregado)’.

Enquanto, as reuniões entre o Comitê e o Governo, seguem sem acordos. ‘Temos discrepâncias com a posição do governo. Eles falam de umas ‘conversas’, enquanto nós fazemos questão da necessidade de uma mesa de negociações, explicou Orjuela.

Desde 28 de novembro, o Comitê, os congressistas da Bancada pela Paz e o movimento Defendemos a Paz defendem um diálogo inclusivo, democrático e eficaz com o Governo.

Na sua opinião, o que o presidente Iván Duque denominou de conversa nacional’, iniciada em 24 de novembro com diferentes setores, não cumpre com os requisitos mencionados quanto a forma e conteúdo.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas