Começou a “mamata”: Filho de Mourão é promovido no Banco do Brasil

general-antonio-hamilton-mouracc83o

Da redação – O filho do general Hamilton Mourão será promovido ao cargo de assessor especial (equivalente a um cargo de executivo) do presidente do Banco do Brasil.

Antonio Hamilton Rossell Mourão receberá um salário de R$ 36,3 mil, o triplo do seu salário atual como assessor na área de agronegócio do banco, função que havia exercendo há 11 anos.

Segundo a própria imprensa golpista, que apoiou o golpe de Estado e foi fundamental para a eleição fraudulenta de Bolsonaro e de Mourão como vice-presidente, a promoção do filho do militar é inusual.

A direita e a extrema-direita utilizam-se de um discurso moralista contra a corrupção, contra o aparelhamento do Estado, contra o nepotismo, contra a utilização política de instituições públicas. Mas apenas para atacar e derrubar a esquerda e para destruir o patrimônio nacional.

Na verdade, a direita golpista é mestre exatamente nisso. Durante a ditadura militar, louvada por todos esses fascistas, a coisa mais comum era militares do alto escalão ocuparem cargos em instituições importantes e colocarem seus familiares para gerir empresas estatais.

A direita golpista tomou de assalto todo o aparelho de Estado. Ela vai destruir e entregar tudo aos grandes capitalistas e imperialistas, ganhando assim esse tipo de recompensa. Os trabalhadores devem lutar decididamente contra isso e impedir que essa política seja concretizada, porque serão os maiores perdedores.