De mãos dadas com o fascismo
A capitulação da esquerda diante do “combate as fake news” do Centrão e da direita-tradicional, levou boa parte dessa esquerda andar de mãos dadas com o fascismo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
fake news
O combate contra as "notícias falsas" na internet vai censurar apenas a esquerda | Foto: reprodução

No último sábado (18/7) o Diário Causa Operária foi covardemente atacado por hackers que invadiram o servidor, apagaram 4.500 artigos e destruíram a estrutura do site, em cerca de uma hora. O ataque causou um dano imensurável de diversas horas de trabalho militante e foi um crime contra a imprensa operária. Devido ao nível do ataque direto, seu caráter extremamente agressivo, tentando apagar a memória das lutas populares deste e do último período, o período do golpe de Estado, a intenção era destruir completamente este Diário e assim intimidar toda população e a esquerda.  

É uma tentativa claramente fascista de censura contra aqueles que não se calam diante dos diversos ataques bárbaros da burguesia contra o povo e denunciam sistematicamente suas manobras políticas que tentam colocar empecilhos no caminho da população, para aprofundar seu programa de ataques e frear uma rebelião das massas oprimidas. Este é o caráter fundamental do ataque, a pedra-de-toque. Por isso todos os setores democráticos e de esquerda que lutam contra o fascismo, a direita e a burguesia carniceira nacional e o imperialismo a se solidarizar ao Diário Causa Operária contra este ataque fascista. 

Como muito já foi dito, por este Diário e em todos os veículos de imprensa do Partido da Causa Operária: esse ataque não é um raio em céu azul. Foi necessária uma verdadeira luta da burguesia e diversas capitulações da esquerda no geral para este ataque ser realizado, neste momento.

Os exemplos são diversos, para resumir vamos com apenas dois: o próprio João Doria já processou este Diário duas vezes para tentar censurar as críticas políticas à figura de extrema-direita que governou a cidade de São Paulo e agora governa todo estado de São Paulo. E também, um caso externo, a censura ao WhatsApp do PT no aplicativo acusado de disparar “mensagens em massa”. É evidente que só em um clima de ditadura que estes ataques podem ser deferidos.  

E a grande capitulação da esquerda nacional diante do avanço da censura foi, sem dúvidas, cair de cabeça no “combate às fake news” de forma totalmente acrítica e ficando a reboque de uma política da direita-tradicional, que é um verdadeiro ato fascista na internet. Com uma completa confusão política, devido à propaganda da burguesia de que as eleições de 2018 foram ganhas devido a “notícias falsas” na internet por parte da extrema-direita, a esquerda novamente apareceu apoiando uma lei reacionária. O que é uma campanha cínica, porque nunca foi visto no Brasil eleições limpas, sem calúnias, principalmente da burguesia e dos seus meios de informação monopolistas. No cálculo, também, não entra a prisão do ex-presidente Lula e a enorme fraude que foram as eleições, logo seu resultado é uma catástrofe.  

Depois de acontecimentos que mostram claramente que essa lei não passa de uma censura generalizada na internet boa parte da esquerda usa do argumento das “fake news” para atacar seus opositores políticos. Como foi o exemplo do sr. Guilherme Boulos que chamou a imprensa operária de propagadora de “fake news de esquerda”. Que basicamente é uma maneira de intimidação, já que o pequeno-burguês faz uso de uma lei fascista para se defender politicamente. É um escárnio.  

A declaração do pré-candidato demonstra claramente que a lei da censura, da direita tradicional, é o mais próximo que a esquerda ficou do fascismo para se enquadrar, se adaptar, ao regime golpista. É a voz da “Frente-ampla” na esquerda: se você me crítica, te jogo aos fascistas. O problema aqui que muito provável que essa esquerda pequeno-burguesa não veja, no alto da sua prepotência, que eles não estão usando o fascismo como arma, mas é o fascismo que usam eles como uma arma contra os trabalhadores e que logo serão descartados.  

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas