Com quase mil agressões contra mulheres em Janeiro, Salvador tem média de uma ocorrência a cada 45 minutos

Domestic Violence/Bullying

Neste mês de janeiro foram registrados 980 casos de violência contra mulheres, apenas na cidade de Salvador, segundo dados das poucas Delegacias Especiais de Atendimento à Mulher da Mulher. Em média houve um caso de agressão à mulher a cada 45 minutos apenas nesse curto período.

Com a atmosfera bolsonarista, a tendência é piorar. Não só nos números, como também nos casos em que as mulheres sequer têm condições de denunciar nessas delegacias. Como, por exemplo, em situação de rua, no campo, na periferia, extremamente silenciadas pelas próprias famílias ou pelo meio religioso e, consequentemente, impossibilitadas de terem acesso aos seus direitos fundamentais.

É preciso se mobilizar contra esse governo ilegítimo para dissolver essa atmosfera de terror contra os trabalhadores e os setores mais oprimidos e formar comitês de auto-defesa da mulher para lutar pela integridade das mulheres, sua independência social, política e econômica. Fora Bolsonaro!