Unidos contra atacando
Mais do que criar um obstáculo, o atque fascista ao Diário Causa Operária foi um tiro no pé dos seus executores, e motivou o que tem de mais perigoso para eles: a união da esquerda
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
DCO
Emblema do Diário Causa Operária | Diário Causa Operária

Com a invasão de hackers ao Diário Causa Operária, importante órgão da imprensa digital do Partido da Causa Operária, acontecimento que se deu no último dia 18 de julho, uma perda enorme foi ocorreu, liquidou 4 mil artigos que estavam armazenados no site e que correspondiam à 8 mil horas de trabalho, ou 4 meses dedicados da militância na redação do jornal, e que envolviam corretores, redatores, fotógrafos, diagramadores e programadores, cujo esforço perdido, representou um prejuízo financeiro muito grande, e um atentado ao Partido e seus militantes.

Um acontecimento como esse não se pode desmerecer achando que, ter erigido o jornal a um alvo a ser eliminado, não é qualquer coisa, e sim, a demonstração da sua importância como instrumento da esquerda que vinha abalando as estruturas de dominação da direita.

A tentativa de calar o Diário Causa Operária (DCO), mais do que criar um obstáculo intransponível, demonstrou o incômodo no qual o jornal se transformou para a direita e a extrema-direita, exigindo deles um plano de combate e uma estratégia para que esse importante canal de comunicação com a classe operária fosse aniquilado, e os planos de dominação burgueses e de controle da contínua opressão sobre o trabalhador, não fossem revelados e denunciados como vem acontecendo.

Mas esse não é o único destaque dessa história sórdida provocada pela burguesia. Ao que tudo indica, o tiro saiu pela culatra. Não conseguiram e não conseguirão aniquilar o jornal, que vem se reconstruindo e se levantando, não tendo, inclusive saído do ar. E, o mais importante, foi o resultado que causou aos setores da esquerda, fato que acabou reunindo esforços de vários órgãos, partidos e personalidades como Lula, Gleisi Hoffmann, Dilma e muitos outros, expressando o entendimento de que, atacando um dos instrumentos da esquerda se estaria atacando a todos, se uniram em uníssono para mostrar uma importante reação de conjunto que, mais do que uma ameaça que amedronta e recua as iniciativas da esquerda, a motivou a uma reação mais forte do que a ofensiva, mais perigosa ainda para a direita e a extrema-direita, representando tudo pelo que sempre lutaram e tantaram evitar, sempre trabalhando no sentido de dissolver manifestações, criar cisões e motivar dissidências.

E é exatamente o oposto disso que conseguiram: um motivo para unir esforços para reagir, e motivar a todos os setores da esquerda a uma ação conjunta contra atitude fascista absolutamente antidemocrática que se insurge sem êxito contra o DCO, e encontra todos os setores da esquerda se levantando em sua defesa, e da necessária liberdade de informação e do livre pensamento que motiva uma imprensa operária na incansável denúncia e desmascaramento da burguesia e da sua covarde e violenta repressão.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas