Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
endividado
|

Da redação – De acordo com um levantamento do Banco Central, a política de destruição do governo de Jair Bolsonaro (PSL) conseguiu jogar milhões de famílias na miséria, no endividamento que hoje atinge 64,1%. Estes números, conferidos pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), demonstram um aumento ainda maior da situação de acumulo de endividamento, que chegou a 44,2% em 2016, quando a ex-presidenta Dilma Rousseff (PT) foi derrubada pela direita.

Os dados do Banco Central, demonstram também o comprometimento da renda usada para o pagamento de dívidas, indo desde as empresas ligadas aos financiamentos imobiliário (20%) há quase dois anos, assim como a inadimplência das pessoas físicas, chegando a 4,8%, depois ter passado boa parte de 2018 acima de 5%. Tudo, resultado de uma política que está enriquecendo cada dia mais os banqueiros, para manter a classe trabalhadora endividada, escravizada e espoliada.

Uma especialista disse à reportagem do sítio Brasil 247, que: “Um quinto das famílias já destina mais de 50% da renda para o pagamento de dívidas. É preciso mais emprego, mais renda, mais atividade para sustentar esse aumento no crédito, caso contrário poderemos ver um crescimento da inadimplência”.

Esse é o resultado da política do golpe, dos banqueiros, dos capitalistas que estão roubando a economia do Brasil e por isso é urgente derrubar o governo fascista de Bolsonaro.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Relacionadas