Angelo 'Castro
|

Da redação – O candidato do Partido da Causa Operária (PCO) para o Governo de Santa Catarina teve seu nome retirado das urnas pelo Tribunal Regional Eleitoral do estado. Ângelo Castro, o cabeça de chapa em SC, foi condenado com base na fraudulenta Lei Ficha Limpa, uma lei criada para fazer os juízes controlarem as eleições.

Hoje em dia, no Brasil, só pode se candidatar quem a burguesia permitir. Enquanto diversos candidatos burgueses estão envolvidos nos escândalos mais milionários. Pessoas como Lula e Ângelo, ligados à classe operária e aos setores populares são condenados e impedidos de se candidatar.

O companheiro, que participou de entrevista na golpista, Globo, denunciando o golpe em rede nacional, hoje é perseguido exatamente pela imprensa venal que articulou toda perseguição do ex-presidente e por conta da ampla campanha que o PCO faz pela liberdade do importante líder de massas.

Deve ficar claro aqui que essa é a consequência da Lei Ficha Limpa: aumentar o controle da burguesia, por meio do judiciário, de controlar as eleições, ditando para o povo em quem eles podem ou não votar. Cada vez mais, fica demonstrado a ditadura sobre as eleições.

 

Relacionadas