Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit

Na edição de ontem do programa Colunistas ao vivo da Causa Operária TV, o companheiro Antônio Carlos apresentou a sua coluna “Milhares de Comitês e milhões nas ruas.

“Olá! Bem vindos a mais um programa Colunistas ao vivo da COTV. Nesta semana e no momento decisivo na luta de classes no Brasil. Por um lado a direita procurou tomar mais uma iniciativa para entrar em mais uma fase do golpe. Armou um julgamento fraudulento ás pressas, nas férias, para referendar a condenação, a farsa do julgamento do juiz fascista Sérgio Moro. Marcou para o dia 24/01 o recurso do ex-presidente Lula no TRF4. Toda essa farsa vem sendo amplamente denunciada por todos os que estão no Brasil e em outros lugares do mundo.

Nos últimos dias isso ficou evidente quando em Brasilia uma Juíza ordenou que o triplex, que o juiz Sérgio Moro atribui ao ex-presidente, fosse penhorado para que fossem quitadas dívidas da OAS, a verdadeira proprietária do imóvel. A direita procurou fazer toda uma campanha e depois que armou todo esse circo para a ratificação da condenação do ex-presidente Lula, agora, se alega que se sente ameaçada. Óbvio. Quem sêmea vento colhe tempestade.

Por outro lado, nós estamos vendo uma importante mobilização das organizações dos trabalhadores e das organizações de esquerda, na luta contra o golpe. Saindo assim da posição defensiva em que se encontrava desde o processo de impeachement comprado da ex-presidenta Dilma Rousseff. Em todo o país se vê uma intensa mobilização contra a condenação do ex-presidente Lula, ao mesmo tempo em que se organiza inúmeras manifestações em todo país, como o na Paulista nos dias 23 e 24 de Janeiro.

No meio de toda essa mobilização, foram criados diversos comitês de luta contra a condenação de Lula e contra o golpe. Essa iniciativa foi impulsionada através de discussão e aprovação dessa proposta em importantes encontros no ano passado como foi o caso da primeira plenária nacional de luta contra o golpe em Belo Horizonte, e a segunda plenária nacional da frente Brasil popular realizada em Guararema. Ao mesmo tempo vimos que essa política de criação de comitês, é um resultado direto da campanha do PCO o partido da causa operária que vem defendendo claramente a necessidade da organização e mobilização de milhares de ativistas de forma independente e combativa contra a prisão do ex-presidente Lula, contra as reformas do governo golpista e contra o golpe.

O diretório nacional do PT deu um passo decisivo para a criação de comitês. Em todo o Brasil já passa de mil comitês, apenas em São Paulo 200 comitês só nesse momento, que tem como primeira tarefa e seu batismo de fogo, a ocupação de Porto Alegre contra a prisão de Lula, bem como em todo o Brasil inúmeras manifestações em apoio a Lula. É fundamental que todos os sindicatos, que todos os partidos de esquerda, da juventude, dos negros, das mulheres e todos os partidos de esquerda que lutam contra o golpe, que saiam as ruas nos próximos 23 e 24 de janeiro. Nesse momento em que a classe trabalhadora e a população tomam a dianteira na luta contra a direita golpista.

No meio dessa confusão, algo de importante chama a atenção de todos. O MBL, uma organização direitista, e golpista que é financiado por grandes capitalistas estrangeiros anunciou novamente que pretende disputar o espaço com grandes representantes da população como o MST, o MTST, a CUT e muitas outras. Obviamente trata-se de uma provocação, como várias outros porta vozes dessa direita como a Globo, a Folha de São Paulo e tantas outras organizações fascistas. Temos que deixar bem claro para esses almofadinhas, esses playboys, que querem se insinuar, que querem enfrentar a CUT e o MST. Um conselho para eles; Não se atrevam. Parafraseando o poeta Castro Alves “A rua é do povo como o céu é do condor.” Os trabalhadores, os Sem Terra, que estão revoltados com a escola sem partido, com a criminalização das mulheres que fazem aborto, que quer destruir o ensino público, que apoiam o Temer, são amigos do Alexandre Frota e do Eduardo Cunha, esses moleques vão ser colocados para correr e  serão tratados de forma devida.

Os trabalhadores vão dizer claramente que não irão mais aceitar a condenação de Lula, que não irão aceitar as reformas do governo golpista, dos ataques do imperialismo, independentemente do resultado do julgamento no TRF4, a classe operária vai mostrar que vai enfrentá-los de forma enérgica.

Nos vemos no dia 24/01/18, contra a condenação e a prisão de Lula. Um Forte abraço e até a próxima.”

O programa Colunistas ao vivo do dia vai ao ar todos os dias ás 12:00 pelo canal da Causa Operária TV a COTV no Youtube. Se inscreva em nosso canal e seja um dos já mais de 14 mil inscritos que estão contribuindo para a construção de uma TV que fique 24 horas no ar e faça frente ao monopólio da imprensa capitalista, imperialista e golpista no Brasil. E contribua também para as caravanas para Porto Alegre no ato contra a prisão de Lula no próximo dia 24/01.

https://www.vakinha.com.br/vaquinha/24-de-janeiro-ocupar-porto-alegre-contra-a-condenacao-de-lula

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas