Menu da Rede

Florianópolis: Frente Fora Bolsonaro a serviço da desmobilização

Juliano Lopes

Juliano Lopes

Advogado, integrante do Comitê Central Nacional do Partido da Causa Operária e coordenador do Coletivo de Negros João Cândido.

Repressão

Policial não é trabalhador

A polícia serve para reprimir a população, especialmente quando esta se mobiliza em torno de suas reivindicações

A PM, em seu “trabalho” diário. – Foto: Reprodução.

Fiz um breve levantamento para o Jornal Causa Operária sobre o efetivo repressivo do Brasil, considerando as mais variadas polícias. No total, cheguei a mais de duas milhões de pessoas que trabalham na repressão, seja no Estado seja no setor privado. 

A esquerda pequeno-burguesa não faz a denúncia elementar, que os órgãos repressivos são controlados pelos patrões, pelos ricos, pela burguesia. Esse gigantesco aparato repressivo atua como máquina de guerra contra a população, especialmente os pobres e negros.

A composição da máquina de guerra que existe contra o povo é aproximada porque existem os serviços acessórios, como fiscais de ordem pública, técnicos de gabinete, departamento de trânsito, polícia ambiental e outras tantas organizações de repressão. 

A esquerda não entende a questão do fim da polícia, como deve ser encarado, pois não compreende também (ou não quer compreender) que o agente da repressão no sistema capitalista não é trabalhador. Reprimir o povo não pode ser considerado trabalho, sob nenhum ponto de vista.

Como não compreendem isso, a ideia de reformar a polícia, melhorar as condições de vida do policial, a preocupação com o psicológico do policial, o chamado “despreparo”, enfim, tudo isso é levantado para manter a repressão tal como ela está.

Esses dois milhões de agentes servem para reprimir a população, especialmente quando esta se mobiliza em torno de suas reivindicações. A repressão é uma arma da burguesia para impor sua vontade caso a dita democracia não resolva o problema. Basta ver a quantidade de policiais durante a votação do impeachment de Dilma Rousseff, em Brasília (DF), ou o papel exercido pela Polícia Federal no golpe de Estado e a eleição fraudulenta de Bolsonaro em 2018. Agora temos o massacre do Jacarezinho (RJ), realizado pela Polícia Civil, e a ditadura diária da Polícia Militar. Espancar trabalhador não é ofício, trabalho.

É contra essa máquina macabra que deve ser feita a luta, a agitação e propaganda em torno do fim da polícia. Estes são os responsáveis pela manutenção de uma verdadeira ditadura contra o povo brasileiro; os mesmos  que se erguem na defesa do regime da burguesia contra os interesses do povo. 

Desta forma, precisam ser dissolvidos como resultado de um movimento de massas, da luta popular das organizações de defesa do povo trabalhador.

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.