Menu da Rede

Anterior
Próximo

Pandemia

Fique em casa, mas cuidado com o portão

A política da esquerda de ficar em casa é uma das responsáveis pelo atual estado de coisas

Tempo de Leitura: 2 Minutos

#Ficaemcasa não funciona, por exemplo, para moradores de rua – Jorge Araujo/Fotos Públicas

Publicidade

Faz mais de um ano de pandemia e a esquerda pequeno-burguesa achou, com isso, a justificativa para fazer o que ela já fazia antes da pandemia, nada. A crise de saúde deu o argumento perfeito para paralisar completamente as organizações da esquerda, partidos, sindicatos, etc.

Como o pessoal está com a vida mais ou menos estabilizada, não foi difícil fechar as organizações, falar que era para evitar a pandemia, e falar para os associados, para aqueles que deveriam defender, se vira. E assim, sem suas organizações de luta, o povo ficou cara a cara com a crise de saúde e social, à própria sorte.

Chegou-se a uma situação em que a política da esquerda, o que seria a vanguarda da luta do povo, foi completamente igual à política dos golpistas, ficar em casa e aguardar a crise passar, quando todos sabem que isso não resolve nada para a população, como, de fato, não resolveu.

O que aconteceu é que milhões de brasileiros estão passando fome, outros tantos milhões desempregados, tendo gerado até saques de lojas e aumento de crimes, e mais de 370 mil mortos pelo Covid-19, e a política da esquerda é ficar em casa.

Ficar em casa é luxo, sempre foi, desde antes da pandemia. É uma política de gente com a vida ajeitada, e que não quer sofrer risco algum. Se outros estão sofrendo, expostos, morrendo, tudo pode, enfim, são os outros. É uma política covarde para qualquer organização ou pessoa da esquerda. É abandonar o outro à própria sorte, para encarar sozinho o desastre social que assola o país. 

A política do ficar em casa é entregar a iniciativa das ações totalmente para direita, e não espanta que os direitistas tenham marcado um ato para a Paulista no próximo 1º de Maio, estão à vontade diante da total covardia da esquerda-fica-em-casa.

Isso já é para deixar qualquer pessoa com muita raiva, especialmente as que estão sofrendo diante da pandemia e a total paralisia da esquerda.

Acontece que a crise pode gerar problemas para a classe média, da qual a esquerda pequeno-burguesa faz parte. Então, ok, pode ficar em casa, mas é preciso reforçar a segurança, o portão, as cercas elétricas, a segurança particular, para que evite que mendigos, moradores de rua e outros entrem na casa ou no condomínio e resolvam assaltar todo mundo, espancar gente e levar coisas embora. 

Enfim, para alívio de todos, o PCO está chamando o ato de 1º de Maio de verdade, para as ruas da Paulista, no Masp, com bandeiras, faixas, e o que mais tiver direito. Se a direita for, a gente chuta o saco deles, pode ser que acerte a boca da esquerda pequeno-burguesa, mas enfim, melhor que ficar em casa eu garanto que será.

Subscribe
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Populares na Rede
[wpp range="last24h" limit="3"]
NA COTV

2016, Não vai ser na lei, vai ser na marra - Arquivo 29

0 Visualizações 24 minutos Atrás

Watch Now

Send this to a friend