Menu da Rede

Antônio Carlos Silva

Antônio Carlos Silva

Sobre o Toninho

Militante do Partido da Causa Operária (PCO) desde as suas origens. Membro do Comitê Central do Partido, secretário Sindical e coordenador da Corrente Nacional Sindical Causa Operária.

Professor do Ensino Público do Estado de São Paulo, atua na oposição da Apeoesp.

Foi candidato a diversos cargos pelo PCO em eleições regionais e nacionais, levando a propaganda revolucionária às grandes massas.

Participa do conselho editorial do Jornal Causa Operária, do qual é colunista.

Apresenta os programas Resumo do Dia e Resumo da Semana, na Causa Operária TV. Também é âncora do programa Comando de Greve.

Lula

É preciso sua candidatura “para ganhar do fascista e genocida”

Ex-presidente reafirmou a canal de TV argentino C5N que está à disposição

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

No momento em que o STF reafirmou por 8 x 3 votos a decisão de anulação das condenações que foram imputadas, o ex-presidente Lula concedeu entrevista ao canal de TV argentino C5N,no qual afirmou:

“Se for necessário serei candidato, para ganhar as eleições de um fascista que se chama Bolsonaro, um genocida, por ser o maior responsável pelo caos na pandemia”

Lula também aproveitou para, mais uma vez, criticar o processo fraudulento que levou à sua cassação, em 2018:

“Foi uma mentira muito grande, mas meus advogados provaram que era uma farsa. O juiz mentiu, os procuradores mentiram, a Polícia Federal mentiu, porque tinham que me tirar da disputa eleitoral. Mas estou pronto para a briga”.

A declaração reveste-se da maior importância diante do verdadeiro circo armado no  Supremo, uma vez mais, para dar a aparência de que os imperiais senhores da capa preta estariam decidindo com neutralidade e imparcialidade sobre os direitos políticos da maior liderança popular do País. Isso quando, longe de fazer justiça à norma fundamental de que o acusado (seja ele quem for) tem direito a um juízo competente, a decisão tratou apenas de buscar lançar uma boia salva-vidas para a putrefata operação Lava Jato e buscar restabelecer a autoridade abalada do judiciário, incluindo o STF, que foi um dos pilares do golpe de Estado e da operação fraudulenta que levou ao governo ilegítimo de Bolsonaro.

A Corte ainda deve apreciar o caso da suspeição do ex-juiz fascista, Sérgio Moro, que como explicou o ministro Ricardo Lewandowski,

“por que está sendo trazido ao plenário? Sejamos claros. Porque envolve o ex-presidente da República.

O que temos é mais um julgamento de exceção, do tribunal do arbítrio, suposto defensor da Constituição que – mais uma vez – viola a cláusula pétrea da Lei maior que estabelece que “Todos são iguais perante a lei” (Art. 5º), mas que age diferente por se tratar de Lula.

Nada mais nada menos do que um juízo totalmente parcial, comprometido até a medula com o regime golpista e, por conseguinte, com todas as suas consequências desastrosas, ainda que procure aparentar uma imparcialidade que nunca demonstrou, ante a situação de colapso do País, em consonância com o ditado popular que estabelece que “filho feio não tem pai”.  Assim como os partidos tradicionais da direita que deram o golpe e ajudaram – mesmo contrariados – a eleger Bolsonaro não querem assumir, agora, a paternidade do governo, mesmo desejando mantê-lo e, se preciso for, reelegê-lo contra Lula e todo o povo brasileiro, o STF quer se mostrar imparcial para continuar usando e abusando de sua parcialidade na defesa dos interesses golpistas da burguesia que representa.

Uma situação que evidencia, como ficou declarado de forma explicita no voto do presidente do STF, Luiz Fux, tais como:

“deixar ressalva a inexistência de incompetência geral da operação lava jato” , 

“decisão limitada à competência territorial”,

“juiz competente pode ratificar todos os atos do juiz incompetente”

A situação evidencia a necessidade de que a esquerda, os defensores dos direitos democráticos do povo, os trabalhadores e todas as suas organizações, levantem a questão da candidatura de Lula a presidente, como uma das bandeiras centrais da luta da classe trabalhadora e de todo o povo, para o próximo período.

A resposta da esquerda à “indagação” de Lula, sobre a necessidade de sua candidatura, só pode ser uma:

SIM! SIM! SIM!

Precisamos de Lula candidato como uma arma para impulsionar a mobilização dos trabalhadores.

Por isso, neste 1º de Maio, dia internacional de luta da classe trabalhadora, vamos às ruas e avançar na organização dos trabalhadores na defesa dos direitos políticos de Lula e por sua candidatura presidencial como parte da luta contra o genocídio, a fome, a miséria e o desemprego e por um governo dos trabalhadores da cidade e do campo.

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

A você que chegou até aqui,

agradecemos muito por depositar sua confiança no nosso jornalismo e aproveitamos para fazer um pequeno pedido.

O Diário Causa Operária atravessa um momento decisivo para o seu futuro. Vivemos tempos interessantes. Tempos de crise do capitalismo, de acirramento da luta de classes, de polarização política e social. Tempos de pandemia e de política genocida. Tempos de golpe de Estado e de rebelião popular. Tempos em que o fascismo levanta a cabeça e a esquerda revolucionária se desenvolve a olhos vistos. Não é exagero dizer que estamos na antessala de uma luta aberta entre a revolução e a contrarrevolução. 

A burguesia já pressentiu o perigo. As revoltas populares no Equador, na Bolívia e na Colômbia mostraram para onde o continente caminha. Além da repressão pura e simples, uma das armas fundamentais dos grandes capitalistas na luta contra os operários e o povo é a desinformação, a confusão, a falsificação e manipulação dos fatos, quando não a mentira nua e crua. Neste exato momento mesmo, a burguesia se esforça para confundir o panorama diante do início das mobilizações de rua contra Bolsonaro e todos os golpistas. Seus esforços se dirigem a apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe, substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular. O Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra a burguesia, sua política e suas manobras. 

Diferentemente de outros portais, mesmo os progressistas, você não verá anúncios pagos aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos de maneira intransigente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Trabalhamos dia e noite para que o DCO cresça, se desenvolva e seja lido pelas amplas massas da população. A independência em relação à burguesia é condição para o sucesso desta empreitada. Mas o apoio financeiro daqueles que entendem a necessidade de uma imprensa vermelha, revolucionária e operária, também o é.  

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com valores a partir R$ 20,00. Obrigado.

SitesPrincipais
24h a serviço dos trabalhadores
O jornal da classe operária
Sites Especiais
Blogues
Movimentos
Acabar com a escravidão de fato, não só em palavras
Cultura

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Diferentemente de outros portais , mesmo os progressistas, você não verá anúncios de empresas aqui. Não temos financiamento ou qualquer patrocínio dos grandes capitalistas. Isso porque entre nós e eles existe uma incompatibilidade absoluta — são os nossos inimigos. 

Estamos comprometidos incondicionalmente com a defesa dos interesses dos trabalhadores, do povo pobre e oprimido. Somos um jornal classista, aberto e gratuito, e queremos continuar assim. Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.

Quero saber mais antes de contribuir

 

Apoie um jornal vermelho, revolucionário e independente

Em tempos em que a burguesia tenta apagar as linhas que separam a direita da esquerda, os golpistas dos lutadores contra o golpe; em tempos em que a burguesia tenta substituir o vermelho pelo verde e amarelo nas ruas e infiltrar verdadeiros inimigos do povo dentro do movimento popular, o Diário Causa Operária se coloca na linha de frente do enfrentamento contra tudo isso. 

Se já houve um momento para contribuir com o DCO, este momento é agora. ; Qualquer contribuição, grande ou pequena, faz tremenda diferença. Apoie o DCO com doações a partir de R$ 20,00 . Obrigado.