Ideologia burguesa
A burguesia faz a propaganda pela “salvação nacional”, escondendo a luta de classes para poder esmagar o povo
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Quinto dia de greve dos trabalhadores na Mercedes, em São Bernardo do Campo/SP. Empresa apresentou proposta que foi rejeitada pelos trabalhadores. Greve continua. Fotos: Edu Guimarães/SMABC
Mobilização operária. |

Por Henrique Áreas

O vírus é o “inimigo comum”, dizem os jornais burgueses, os governos – todos eles -, a burguesia e a direita em geral. A esquerda pequeno-burguesa, quase toda ela, repete essa ideia sem nenhuma crítica.

Que o vírus seja capaz de adoecer ricos e pobres, não há dúvida. Mas isso pode ser dito de qualquer outra doença, pelo menos de um ponto de vista geral. A malária também pode atingir um rico, a dengue, o cólera e o coronavírus. A questão no etnanto, não é essa, mas é saber quem sofrerá mais e quem está mais exposto às epidemias.

E é aí que vamos descobrir o óbvio: a esmagadora maioria da população está mais exposta às epidemias pela falta de infra estrutura e mais vulneráveis pela ausência de assistência médica de qualidade.

O coronavírus, na realidade, se entrássemos no jogo do “vírus democrático” seria o mais antidemocrático de todos. Ele foi trazido para o Brasil pelos ricos e pela classe média alta que pode passear pela Europa, mas está matando rapidamente o povo que tem que pegar ônibus para trabalhar.

A união nacional é na realidade uma ideologia da burguesia para convencer o povo que ele pode morrer sem pedir nada. Enquanto isso, a burguesia se salva.

O que existe é luta de classes e se há um inimigo “comum” é a burguesia. O inimigo comem de toda a classe operária e o povo explorado.

A esquerda que divulga a ideologia da união nacional está colocando o povo nos braços genocidas da burguesia. É isso e mais nada.

É preciso, por isso, uma política independente para o povo, que dê conta de suas principais necessidades, mesmo que para isso seja preciso atropelar a burguesia.

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas