Crise e caos econômico
Balança comercial brasileira tem o pior desempenho desde 2015, com queda nas exportações em todos os mais importantes setores da economia nacional
porto santos
"Foto - Reprodução" - Exportações nacionais encolheram como resultado do golpe de Estado |

O golpe de Estado de 2016 perpetrado contra o governo eleito pelo voto popular acentuou, de forma inequívoca, todas as piores tendências e indicadores do País em todas os terrenos, mas principalmente na economia, com os golpistas conspiradores conduzindo os interesses estratégicos nacionais para o mais completo abismo, submetendo a oitava economia do planeta aos ditames do imperialismo e do grande capital.

O balanço econômico do ano que se findou aponta para números absolutamente desastrosos, onde são insofismáveis os retrocessos verificados na balança comercial brasileira, com índices de queda nas exportações considerados muito ruins, registrando US$ 46,7 bilhões no ano de 2019, o pior número desde 2015.

Para se ter uma ideia do tamanho do estrago, o setor de manufaturados registrou queda de 11% em 2019, na comparação com o ano anterior. “A queda foi puxada sobretudo pelo tombo das compras argentinas, principal importadora de produtos industriais brasileiros” (sítio O Cafezinho, 02/01). Já as exportações de semimanufaturados e de produtos básicos também registraram queda, com percentuais indicando 8% e 2%, respectivamente.

A tragédia da balança comercial brasileira em 2019, com queda nas exportações em produtos considerados de primeiro plano para a economia nacional, onde os números mostram um acentuado declínio em setores como manufaturados, semimanufaturados, agropecuária e indústria de transformação, reflete de forma muito cristalina o resultado da política dos golpistas usurpadores, que estão conduzindo o País ao caos e à destruição. Muito diferente do que apregoam os arautos do golpe, defensores da política econômica do banqueiro e entreguista ministro “Chicago Boy”, Paulo Guedes, condutor deste desastre de proporções gigantescas, os números que emergiram do pífio desempenho econômico não deixam qualquer dúvida sobre o que está em curso no Pais, que não é outra coisa senão uma verdadeira devastação.

Portanto, o governo Bolsonaro e seu Ministério reacionário, obtuso e esdrúxulo representam o caos, a tragédia, a ditadura política, o obscurantismo cultural, a violência policial, a discriminação social, a liquidação dos direitos democráticos, a perseguição às minorias, enfim, o retrocesso em regra. Só há uma saída: a luta popular de massas para colocar fim a todo este pesadelo, a toda esta obra de destruição nacional, um grande movimento nacional de luta pelo “FORA BOLSONARO”; fora todos os golpistas, por novas eleições gerais.

Relacionadas