PL da mineração
Com a entrega do PL da exploração das Terras Indígenas por Bolsonaro ao Congresso Nacional, os latifundiários e mineradoras já intensificam as invasões e etaques
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
invasão
Deputado fascista e bolsonaristas no momento da invasão. Imagem: divulgação. |

Um mês após a entrega pelo presidente ilegítimo e fascista Jair Bolsonaro do PL 191/2020 que abre as terras indígenas para a exploração no Congresso Nacional, as invasões realizadas pelos latifundiários e mineradoras está aumentando muito e ocorre abertamente.

O sinal positivo em relação aos ataques as terras indígenas apresentado pelo PL de Bolsonaro ficou evidente com a ação do deputado estadual bolsonarista Jeferson Alves (PTB-RR) que decidiu abrir com as próprias mãos derrubar um bloqueio na rodovia BR-174, na cidade de Jundiá (RR), na entrada da Terra Indígena Waimiri-Atroari.

O fascista foi ao local com assessores e latifundiários e com uma motosserra derrubou o pilar que segurava uma corrente que fechava a estrada durante o período noturno para proteger os indígenas que vivem na área. Durante a ação o deputado citou o fascista Jair Bolsonaro e disse que as coisas iriam mudar.

Na mesma área aumentou significativamente o número de garimpeiros em direção a terra indígenas e na sua entrada, que inclusive aumentou o número de queimadas dentro da TI e a região fica esfumaçada diante dessa situação.

O PL apresentado por Bolsonaro e que deve ser aprovado pelo Congresso Nacional golpista, só não foi devido a uma crise entre o governo e o congresso, foi um sinal ou uma carta branca para que os latifundiários e mineradoras intensificassem as invasões e os ataques aos indígenas de todo o país.

Essas invasões ficaram cada vez maiores após o golpe em 2016 e com a fraude eleitoral que levou Bolsonaro a presidência aumentou muito e agora com o PL 191/2020 se intensificou de maneira grotesca como vimos na Terra Indígena Waimiri-Atroari.

Bolsonaro, os latifundiários e as mineradoras vão atacar as terras indígenas de maneira nunca vista sem nenhum pudor, como foi visto a ação do deputado fascista derrubando as barreiras da BR-174, portanto fica evidente que os indígenas devem se defender de maneira organizada e como foi colocado pelos indígenas Munduruku diante da invasão de suas terras em outra região: “vamos defender nossas terras com as próprias mãos”.

A violência e os ataques as terras indígenas vão se agravar ainda mais em 2020 e o inicio deste ano foi uma pequena amostra do que está para acontecer. Não vai ser nas instituições do Estado (judiciário, parlamento e muito menos nas forças policiais) que vão ajudar nessa situação porque são estes mesmos que são os responsáveis pela situação atual. A única maneira é a autodefesa para se proteger diante de tamanhos ataques.

É preciso formar os grupos de autodefesa dos indígenas em cada aldeia e organizar para funcionar para enfrentar as invasões de terras dos latifundiários da maneira que for necessária, inclusive na bala.

Não outra alternativa a não ser o enfrentamento com os latifundiários bolsonaristas e diretamente contra o governo Bolsonaro. Já passou da hora de sair da política de “resistência” da esquerda e enfrentar de frente e de maneira incisiva Bolsonaro. É preciso derrotar Bolsonaro e todos os golpistas que estão no governo já!

Compartilhar no facebook
Compartilhe no seu Facebook!
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no telegram
Telegram
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no reddit
Reddit
Compartilhar no facebook
Compartilhe
Compartilhar no twitter
Tuite este artigo!
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no reddit
Relacionadas