O caminho para libertar Lula e derrotar o golpe passa pela Conferência Nacional Aberta

lib_lula
Não é mais possível alimentar ilusões de que as instituições que apoiaram e atuaram em favor do golpe passem da noite para o dia a funcionarem democraticamente. Acreditar nessa possibilidade inexistente é uma enorme fonte de paralisia para o movimento de luta contra o golpe.
A prisão de Lula foi o resultado de uma crença de que o STF iria em algum momento liberta-lo pelos meios legais.
Para lutar efetivamente contra o golpe e pela liberdade de Lula foram criados centenas de comitês em todo o país. É preciso agora criar um instrumento de unificação desses comitês, de organização desses comitês que permita tornar esses pequenos órgãos de luta que reúnem milhares de ativistas numa ferramenta, numa alavanca para criar e impulsionar o movimento de massas no país.
Esta alavanca pode e deve ser a Conferência Nacional Aberta de Luta Contra o Golpe, que será realizada nos dias 21 e 22 de julho. É importantíssimo que os comitês de Norte a Sul do país mandem representantes para a conferência. E que ativistas que não fazem parte de nenhum comitê também participem para se organizarem e montarem comitês em suas cidades .
É preciso desenvolver uma grande mobilização a partir da unificação deste setor combativo que é dos comitês de luta contra o golpe.
Todos à Conferência Nacional Aberta de Luta Contra o Golpe.